quarta-feira, 23 de agosto de 2017

PLANALTO LIBERA EMPRÉSTIMO DE R$ 600 MI DO BB PARA A BAHIA

Após um longo processo de brigas, discussões e intrigas finalmente foi liberado o empréstimo de R$ 600 milhões do Banco do Brasil à Bahia. A concessão do crédito foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 22. Também foi divulgado o extrato do contrato no informativo do governo.

Até o repasse desses recursos aconteceu de tudo um pouco. Primeiro, alguns parlamentares, como os senadores Otto Alencar e Lídice da Mata, alegavam “perseguição” e “sabotagem” do governo federal para não efetivar o empréstimo, que já havia sido acordada entre as partes. Os senadores baianos chegaram a ir à tribuna do Senado dizer que fariam uma marcha até o Palácio do Planalto para cobrar que o presidente Michel Temera cumprisse a promessa de liberar o dinheiro.

À época, os senadores apontavam uma interferência política do DEM na demora em repassar o dinheiro. O fato beneficiária ACM Neto, que deverá concorrer ao governo baiano em 2018.

Ao Portal A TARDE, alguns deputados baianos creditaram a liberação dos recursos a uma vitória no cabo de guerra de parlamentares da base do governo. Afinal, alguns partidos aliados a Temer, na Bahia, fazem parte da administração de Rui Costa. “Veja bem, são praticamente 24 parlamentares alinhados a Temer que têm ligação com o governo da Bahia. Certamente, o presidente pesou na balança esse apoio, especialmente neste momento da política brasileira”, afirmou um congressista, na condição de anonimato.

Apesar da liberação, os recursos até a noite deste terça ainda não havia sido depositado na conta do estado. Parlamentares baianos dizem que, neste primeiro momento, vão esperar e atribuem esta “demora” no repasse a algum trâmite bancário, mas dizem estar de olho nos movimentos. Os recursos devem entrar pela Secretaria de Fazenda da Bahia. Eles deverão ser investidos em empreendimentos públicos na área da saúde, educação e infraestrutura. (As informações do A Tarde)

FILHO DE MINISTRO DO TCU, TIAGO CEDRAZ É UM DOS ALVOS DA NOVA FASE DA LAVA JATO

O advogado baiano Tiago Cedraz é um dos alvos da 45ª fase da Operação Lava Jato deflagrada nesta quarta-feira (23). A informação é da TV Globo, segundo a qual há uma intimação para que Tiago compareça imediatamente à superintendência regional da Polícia Federal, em Brasília, para prestar depoimento.

O advogado é filho do ministro Aroldo Cedraz, do Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo as investigações, Tiago e outro advogado teriam participado de reuniões nas quais foi planejado o esquema criminoso envolvendo pagamento de propina a agentes públicos na Petrobras.

Eles teriam recebido comissões pela contratação da empresa americana Sargent Marine, mediante pagamento em contas mantidas na Suíça. Um ex-deputado federal também é alvo da operação (veja aqui). Tiago Cedraz já havia aparecido na lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por suspeita de cobrar propina à Odebrecht para resolver dificuldades da empreiteira no TCU.

JUIZ ACEITA DENÚNCIA E GEDDEL VIRA RÉU POR OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, aceitou nesta terça-feira (22) a denúncia apresentada na última quarta-feira (16) pelo Ministério Público Federal contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima por obstrução de Justiça. A informação é do jornal O Globo. Com a aceitação da denúncia, Geddel responderá em uma ação penal que tem como alvo a suspeita de que ele teria impedido o lobista Lúcio Funaro de firmar acordo de delação premiada – caso o fizesse, ele poderia incriminar o peemedebista em um esquema de fraudes na Caixa Econômica Federal, da qual ele já foi vice-presidente de Pessoa Jurídica.

A denúncia aponta que, em um mês e meio, Geddel fez 17 ligações para a mulher de Funaro, Raquel Pita, com o objetivo de sondar se ele faria um acordo de delação premiada. A denúncia sustenta que o ex-ministro queria intimidar o casal. “Com ligações alegadamente amigáveis, (Geddel) intimidava indiretamente o custodiado, na tentativa de impedir ou, ao menos, retardar a colaboração de Lúcio Funaro com os órgãos investigativos Ministério Público Federal e Polícia Federal”, diz a denúncia.

LADRÃO ROUBA CARRO E É BALEADO PELA POLÍCIA DURANTE FUGA

Um homem, ainda não identificado, foi baleado durante confronto com a Polícia Militar (PM-BA), próximo à Faculdade Unijorge, na avenida Paralela, em Salvador, depois de roubar um carro na noite desta terça-feira, 22, no bairro de Mussurunga 1. (veja vídeo abaixo).

Segundo o Centro Integrado de Comunicação da Segurança Pública (Cicom), o suspeito levou o veículo Renault Duster, de cor branca, quando o motorista estacionava no setor C. Após o assalto, a vítima acionou a PM, que iniciou uma perseguição.

Na altura da faculdade, ainda de acordo com a Cicom, os policiais conseguiram interceptar o veículo. Houve troca de tiros e o suspeito foi atingido. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital Roberto Santos (HGRS), no Cabula. Seu estado de saúde não foi informado. (As informações do A Tarde)

TRÊS POLICIAIS PASSAM MAL EM TESTE FÍSICO DA PM-BA

Três policiais militares passaram mal nesta segunda-feira (21) depois do Teste de Habilitade Específica (THE) para entrar no Curso de Operações de Choque da Polícia Militar da Bahia (PM-BA). O teste é uma corrida de 8 km a ser feita em 50 minutos. Ao todo, 65 PMs de várias unidades da corporação participam da etapa. Em nota, a PM diz que todos militares estavam "devidamente hidratados e já haviam passado por palestras, avaliação médica e física anteriormente".

Depois de passar mal, os três PMs foram atendidos no local por uma equipe médica do Departamento de Saúde da instituição, que acompanhava o teste em uma ambulância UTI móvel. Em seguida, eles foram encaminhados para o Hospital Aeroporto - dois deles, que passam bem - e para o Menandro de Farias - este policial inspira cuidado e vai ser transferido para a UTI de um hospital particular. Um helicóptero do Grupamento Aério (Graer) vai fazer a transferência.

A PM diz ainda que o Departamento de Promoção Social está acompanhando o caso e dando apoio à família do policial. "Esperamos que haja uma investigação do fato para ver o que ocorreu, se houve algum erro por parte do candidato que levou a isso. É muito precoce para fazer julgamento e espera-se que o policial restabeleca saúde plena para então se apurar", afirmou Marco Prisco, da Associação dos Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra-BA),

Outros casos
Em 2014, um candidato a soldado morreu depois de passar mal durante um teste físico na tarde na Vila Policial Militar do Bonfim. Segundo a Polícia Militar, Egberto Oliveira de Jesus chegou a desmaiar por volta de meio dia quando fazia o Teste de Aptidão Física (TAF).

No mesmo ano, três PMs morreram depois de passar mal durante um exame físico do Curso de Operações Policiais Especiais (Copes). O soldado Luciano Fiuza, 29 anos, do 12º Batalhão, o soldado Manoel dos Reis Freitas Junior, da 4ª CIPM, e o tenente Joserrise Mesquita de Barros, 30 anos, lotado na Cipe-Cerrado, morreram depois de passar mal na prova.

Em 2012, Adailton Lopes Pessoa morreu depois de passar mal ao tentar repetir o teste físico. Segundo o major Marcos Nolasco, médico da PM, Adailton passou mal depois de correr 800 metros e uma segunda vez no chuveiro, depois da prova. O candidato foi socorrido pela equipe médica que acompanhava a realização das provas e foi levado para o Hospital São Jorge na noite de ontem. Um dia depois, ele piorou e acabou morrendo.

Em 2010, o candidato o soldado Leandro de Oliveira Queiroz, 26 anos, morreu ao realizar o TAF. Ele teve uma parada cardíaca durante a prova da corrida de 2.400 metros. Ele chegou a ser atendido por uma equipe médica da PM que acompanhava a prova e foi socorrido depois pelo Salvar até o Hospital Geral da Polícia Militar, mas não resistiu. (As informações do Correio)

PF DEFLAGRA 45ª FASE DA LAVA JATO; HÁ MANDADOS EM SALVADOR, BRASÍLIA E COTIA

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (23) a 45ª fase da Operação Lava Jato. São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Salvador, Brasília e Cotia. De acordo com O Globo, as investigações levaram à identificação de novos interlocutores que ajudaram a beneficiar a empresa Sargent Marine, fornecedora de asfalto para a Petrobras. Seriam dois advogados que teriam ajudado o esquema e teriam recebido comissões em contas na Suíça. Também teria sido detectada a participação de um ex-deputado federal e uma assistente no esquema, que desviou recursos da estatal. A nova ação é desdobramento da Operação Abate, deflagrada na semana passada e levou à prisão do ex-deputado Cândido Vaccareza.

CAUSA DA MORTE DE GARIMPEIROS, USO DE BOMBA CASEIRA CRESCE EM SANTO SÉ

O uso de bombas caseiras para penetrar em rochas profundas na mina de ametista em Sento Sé, na região do Vale do São Francisco, tem se tornado cada vez mais comum entre os garimpeiros que há quatro meses exploram o local.

Foi uma dessas bombas que causou a morte de Ivanilsom Bezerra da Silva, 22 anos, e João Martins Cordeiro Filho, 35, na noite do último domingo, informou nesta terça-feira (22) a Polícia Civil da cidade. Os corpos dos garimpeiros foram levados para Petrolina (PE), onde residiam, e foram enterrados nesta terça. A perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT) esteve nesta segunda no poço de 15 metros onde ocorreu o acidente e colheu vestígios do uso das bombas – os detalhes não foram informados.

No local, os peritos obtiveram informações de que o uso das bombas passou a ser intensificado há um mês com a dificuldade em se achar a pedra, devido ao aumento da exploração. No acidente, os garimpeiros haviam jogado duas bombas dentro do poço e apenas uma havia explodido, tendo eles achado que a outra não iria mais explodir. Ao descerem no poço, houve a segunda explosão. Ivanilsom morreu na hora e João, no hospital.

A Polícia Civil informou que o fato já foi comunicado ao Exército, responsável por fiscalizar o uso de explosivos. Procurado pelo CORREIO, o Exército não respondeu. A Agência Nacional de Mineração, que já interditou a mina, em junho deste ano, declarou que não tem como controlar o acesso de garimpeiros no local, devido à grande quantidade de pessoas.

De acordo com a agência, na área de 253 hectares do garimpo há 6.457 poços de retirada de ametista – nem todos eles ativos –, e 2.270 barracas usadas por garimpeiros. Cerca de 8 mil pessoas estão no local em busca da pedra violeta de quartzo cujo quilo é comercializado por garimpeiros, na região, por valores entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil, e que atravessadores vendem por até R$ 10 mil o quilo. (As informações do Correio)

ASSINATURA DE TAC DA INTEGRAÇÃO ENTRE ÔNIBUS E METRÔ É ADIADA

A assinatura do termo de ajustamento de conduta (TAC) sobre a integração entre ônibus e metrô foi adiada. Na reunião ocorrida ontem na sede do Ministério Público da Bahia (MP-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), a gestão estadual pediu adiamento do prazo. Uma nova reunião foi agendada para a próxima segunda-feira, 28.

O período é para apresentar tanto as sugestões quanto o termo de referência para a contratação do estudo sobre a divisão tarifária da integração, que devem ser enviados ao MP-BA até a próxima sexta, 25. As considerações da prefeitura sobre o acordo foram entregues.

Além da representante do Estado, Luciane Rosa Croda, estiveram presentes na audiência os secretários municipais da Casa Civil, Luiz Carreira, e da Mobilidade, Fábio Mota, e as promotoras Rita Tourinho e Cristina Seixas Graça.

Alteração
As linhas metropolitanas, segundo o TAC, deixarão de circular dentro de Salvador após a realização do estudo sobre o custo tarifário da integração. O passageiro que pegar um ônibus metropolitano, o metrô e um ônibus urbano de Salvador pagará a tarifa de R$ 3,60. O governo anunciou que a frota de ônibus metropolitanos será renovada, com 650 coletivos com wi-fi e ar-condicionado a partir de 2018.

A prefeitura, por sua vez, fará o reordenamento das linhas urbanas, cujo processo de discussão com as comunidades teve início na semana passada. Segundo o secretário municipal, a previsão é que 300 ônibus dos 2.600 que circulam em Salvador sejam trocados por veículos com ar-condicionado até 2018. (As informações do A Tarde)

MORO SOLTA CÂNDIDO VACCAREZZA, MAS EXIGE FIANÇA DE R$ 1,5 MILHÃO

Sérgio Moro, juiz federal, decidiu soltar o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza, nesta quarta-feira (22). Vaccarezza foi preso temporariamente, durante a Operação Abate, 44ª fase Operação Lava Jato. No entanto, Moro também determinou que o ex-deputado terá que pagar fiança de R$ 1.522.700,00 para que possa ser solto. Ainda na mesma decisão, o magistrado também decidiu liberar, sob pagamento da fiança, o ex-gerente da Petrobras Márcio Albuquerque Aché Cordeiro, detido na sexta-feira. Márcio precisará pagar R$ 371.496,00 para ser solto.

Moro comentou a respeito do pedido de prisão preventiva contra o executivo Luiz Eduardo Loureiro Andrade, considerado o terceiro alvo da Operação Abate. Luiz não foi detido porque estava fora do país, nos Estados Unidos, onde mora, de acordo com a defesa. O advogado do executivo garantiu que o cliente voltará ao Brasil e se apresentar à Polícia Federal em Curitiba.

Depois de soltos, os investigados ainda terão que cumprir uma série de exigências. Segundo o despacho de Moro, eles terão os passaportes retidos e são proibidos de deixar o país sem autorização da justiça. Também não podem ter qualquer contato com outros investigados na Operação Abate, e nem trocar de endereço sem aprovação judicial.

43ª Fase
O juiz federal Sérgio Moro mandou soltar nesta terça-feira, 22, o operador Henry Hoyer de Carvalho. Alvo da Operação Sem Fronteiras, 43.ª fase da Lava Jato, Henry Hoyer estava em prisão temporária desde sexta-feira, 18, quando foi capturado.

Segundo a investigação, o operador teria intermediado vantagem indevida para o diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa em contratos de afretamento. Ao mandar soltar Hoyer, o juiz da Lava Jato afirmou que o operador "teria se afastado de tal atividade específica há algum tempo". oro impôs cinco medidas cautelares a Henry Hoyer diante da "fundada suspeita do envolvimento do investigado em crimes contra a Administração Pública".

"Proibição de que contrate com a Administração Pública direta ou indireta ou de intermediar, de qualquer forma, direta ou indiretamente, contratos com a Administração Pública direta ou indireta; compromisso de comparecimento a todos os atos do processo; proibição de deixar o País, com a entrega do passaporte a este Juízo em 48 horas; proibição de contatos com os demais investigados, salvo familiares e proibição de mudança de endereço sem autorização do Juízo", determinou o magistrado.

O juiz da Lava Jato mandou oficiar a Delegacia de Fronteiras da Polícia Federal "solicitando a anotação da proibição para que Henry Hoyer de Carvalho deixe o País e para que seja proibida a emissão de novos passaportes em seu nome". (As informações do Estadão)

INVESTIGADO EM OPERAÇÃO É ADVOGADO DE PRISCO, QUE DENUNCIOU SUPOSTOS GRAMPOS ILEGAIS

Um dos denunciados no âmbito da Operação Leopoldo, que investiga pedido de propina em troca de sentença favorável a processo avaliado em R$ 500 milhões, o advogado Alano Bernardes Frank defende o deputado estadual Soldado Prisco (PPS) em uma ação penal na qual é réu no Supremo Tribunal Federal (STF). Nela, o parlamentar é acusado de ter praticado crimes contra a segurança nacional durante a greve da Polícia Militar, em 2012. Nesta terça-feira (22), Prisco subiu ao plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e fez a denúncia que acabou sendo o assunto da sessão. De acordo com ele, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP) teria interceptado, ilegalmente, conversas telefônicas dos ex-desembargadores Clésio Carrilho e Daisy Lago, além de outros quatro advogados, incluindo Frank.

Os seis foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), no âmbito da operação, deflagrada em outubro do ano passado. Ainda segundo Prisco, o MP-BA estaria investigando os grampos ilegais. O órgão negou, horas depois, que estivesse apurando o caso. A SSP também rebateu a denúncia e informou apenas ter cedido o gravador para uma vítima que havia relatado ter sofrido extorsão por parte de um advogado. O procedimento é considerado comum. A pasta ainda afirmou “estranhar” que um documento sigiloso tenha sido “abertamente divulgado” nos meios de comunicação e para “fins políticos”. Por outro lado, a SSP tem histórico de problemas judiciais causados por interceptações de ligações de forma irregular. Em março deste ano, o Ministério Público Federal (MPF) ingressou com ação pedindo que a secretaria deixasse de realizar as gravações, porque isto seria atribuição da Polícia Judiciária, do Ministério Público e do Poder Judiciário.

Já outro denunciado na Leopoldo, o advogado Marcos Carrilho, filho do ex-desembargador Clésio Carrilho, já teve ligação com o PPS, partido de Prisco. Em 2014, ele concorreu a deputado estadual pela sigla. Para investigar as supostas gravações ilegais da SSP contra denunciados na operação, o deputado afirmou que vai recolher assinaturas para pedir ao presidente da Casa, Angelo Coronel (PSD), a abertura de um Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). (As informações do BN)

TJ-BA VOTA A AÇÃO DIRETA DE INCOSTITUCIONALIDADE CONTRA IPTU

O Conselho Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia vota nesta quarta-feira, 23, a ação direta de inconstitucionalidade contra o aumento da base de cálculo do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), aplicado pela Prefeitura de Salvador em 2014 e que vigora até agora. A ação que contesta a legalidade da medida foi movida pela seção baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e por três partidos políticos: PT, PCdoB e PSL.

Após três anos em tramitação, o mérito da questão foi julgado parcialmente procedente pelo relator do processo, o desembargador Roberto Frank, em sessão no último dia 9. No dia, o julgamento do voto de Frank pelos demais 63 juízes que compõem o Pleno, referendando ou não a decisão, acabou sendo suspenso e adiado para hoje, devido ao pedido de vista (para uma melhor análise do processo) feito pelos desembargadores José Edivaldo Rotondano, compartilhado pelos colegas Ilona Márcia Reis, Ivone Bessa e Lígia Cunha Lima.

De acordo com o advogado Oscar Mendonça, presidente da Comissão de Direito Tributário da OAB, a medida fere princípios constitucionais, tendo gerado distorções generalizadas nos valores do IPTU, “com casos extremos de alta que alteram o valor dos terrenos para até 15 vezes mais, de um ano para o outro”. Já a prefeitura alega que há quase 20 anos não havia uma atualização cadastral do preço de venda dos imóveis (valor venal), um dos itens de peso nos cálculos do imposto.

Desrespeito
“Estamos convictos dos princípios e regras que foram desrespeitados e que vão além da legalidade, a exemplo da razoabilidade, isonomia, segurança jurídica, capacidade contributiva e moralidade”, disse Oscar Mendonça, em entrevista ao A TARDE, quando a matéria voltou à cena do TJ.

A Procuradoria Geral do Município está confiante de que a ação da OAB e partidos também deva ser derrubada pelo TJ-BA quanto ao julgamento do mérito, a exemplo do que ocorreu em 2014, quando os desembargadores não acataram o pedido de suspensão imediata da cobrança. “A maioria dos desembargadores já se pronunciou quanto ao mérito no momento da votação da cautelar, justificando seus votos de que não havia inconstitucionalidade”, frisou o procurador Pedro Caymmi, que fez a sustentação no TJ-BA em defesa das mudanças promovidas no cálculo do IPTU.

Tanto a PGM quanto a OAB estão dispostos a ir até o Supremo Tribunal Federal para contestar qualquer decisão contrária do TJ-BA, mas caso o Tribunal acate a Adin contra o aumento, a prefeitura da capital seria obrigada a baixar os valores atuais do tributo para os níveis cobrados em 2013, concedendo apenas os reajustes inflacionários previstos.

Caso o Tribunal acolha a tese da procedência parcial, será discutida a questão dos efeitos da decisão, ou seja, se eles vão retroagir à data da edição das leis todas por inconstitucionais ou se os efeitos iniciarão a partir da data do julgamento, hipótese esta para muitos juristas tida como inadmissível. (As informações do A Tarde)

INSS JÁ CANCELOU 168 MIL AUXÍLIO-DOENÇA APÓS CONVOCAÇÃO DE PERÍCIAS

Até o início de agosto, o pente-fino feito pelo governo federal nos auxílios-doença concedidos por incapacidade resultou no cancelamento de 168.396 benefícios de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebiam os valores e há mais de dois anos não passavam por avaliação médica. O número corresponde a 79,94% das 210.649 perícias feitas até este mês.

Além disso, também foram cancelados 20.304 benefícios porque os segurados não responderam à convocação para perícia feita pelo INSS. De acordo com Ministério do Desenvolvimento Social, 33.798 benefícios foram convertidos em aposentadoria por invalidez, 1.892 em auxílio-acidente, 1.105 em aposentadoria por invalidez, com acréscimo de 25% no valor do benefício e 5.458 pessoas foram encaminhadas para reabilitação profissional. (As informações da Agência Brasil)

TRUMP SUGERE QUE VAI ACABAR COM NAFTA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje que não acha que seu país poderá fechar um acordo sobre a renegociação do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês), com o Canadá e o México. "Acho que vamos ter de acabar com o Nafta", disse o presidente durante discurso no comício em Phoenix, Arizona. Trump voltou a defender as políticas protecionistas de seu governo e disse que o Canadá "e principalmente o México" se aproveitaram de acordos que os beneficiaram em detrimento do crescimento econômico dos EUA.

"Nós nos tornamos exportadores de energia pela primeira vez na história, recentemente". "Somos a nação que construiu o canal do Panamá, venceu duas guerras mundiais, pôs o homem na lua e derrotou o comunismo", afirmou o presidente em seu discurso patriótico. O republicano voltou a falar de seus planos para melhorar a infraestrutura dos EUA. "Vamos construir pontes, rodovias, hidrovias, lindas obras de arte com mãos americanas". "Vamos comprar produtos americanos e contratar americanos". "Não vamos deixar que outros países fechem nossas fábricas, roubem nossos empregos e drenem nossas riquezas". Ele também reiterou que vai baixar os impostos para a classe média e pediu a colaboração de congressistas. O presidente atacou críticos de seu governo e acusou os democratas de obstruírem, no Congresso, projetos de lei sobre saúde.

Após fazer duras críticas à imprensa e se defender de acusações de racismo, na esteira da manifestação violenta de supremacistas brancos em Charlottesville, Trump reiterou a promessa de construir o muro na fronteira com o México, arrancando aplausos da plateia entusiasmada. Ele também defendeu sua abordagem com o regime do líder norte-coreano, Kim Jong Un, com quem trocou ameaças de ação militar recentemente. "eu começo a acreditar que Kim Jong Un está começando a nos respeitar", disse. (As informações do Estadão)

EX-MOTORISTA DO UBER É INDICIADO POR CONSTRANGIMENTO; HOMEM NEGA CRIME

O ex-motorista do aplicativo Uber José Santana Ribeiro, de 44 anos, vai responder por constrangimento praticado contra uma adolescente de 13 anos durante uma viagem na manhã da segunda-feira passada, conforme a delegada Ana Crícia Macêdo, titular da Delegacia Especial de Crime contra a Criança e o Adolescente (Dercca).

Em depoimento, na tarde desta terça, 22, a garota contou que, além de alisar sua mão esquerda e perguntar se ela era casada, José acariciou os próprios órgãos genitais. A família da menina procurou a polícia, após ela chegar à escola chorando e relatar à psicóloga da unidade o ocorrido. O serviço foi contratado pela irmã da adolescente para deslocamento do bairro do Saboeiro até a escola, em São Caetano.

“Coloquei ela no carro e fiquei monitorando pelo aplicativo. Percebi que ele tinha mudado de rota, pegou a Barros Reis, a San Martin. Aí tentei ligar para ela, mas não consegui, só dava caixa. Depois me despreocupei porque ele havia chegado à escola. Por volta das 8h, me ligaram da escola contando o que tinha acontecido”, narrou a irmã da menina, uma empresária de 36 anos.

A irmã da adolescente alega que está sendo hostilizada. “No Brasil, a vítima é culpada, porque sentou na frente, porque deixamos ela ir só... Não podemos denunciar, temos que ficar caladas. Não quero prejudicá-lo, mas não quero que outras pessoas passem pelo que estamos passando. Ela não mora aqui comigo, nunca pegou Uber só e vai para a escola de transporte particular”.

Negação
José foi ouvido pela delegada e negou o crime. “Ele disse que não fez nada. Apenas tinha tocado na mão dela e perguntado se era casada”, disse a titular Ana Crícia Macêdo.

Em conversa com a reportagem, José reafirmou sua inocência e disse que mudou de rota com o consentimento da menina, pois ela queria chegar cedo à escola. A viagem durou cerca de 30 minutos.

“Jamais faria isso. Sou casado e pai de duas meninas, uma de 15 anos e outra de 20. Fiquei surpreso. Fui saber depois, quando cheguei em casa depois do expediente. Trabalhei em uma empresa de Camaçari por sete meses e, em outra, por 20 anos”, afirmou.

Em nota, a diretoria do Uber disse: “Este tipo de comportamento não é tolerado e o motorista foi banido da plataforma”. José trabalhava no Uber há três meses.

Confira a nota na íntegra:
Este tipo de comportamento não é tolerado e o motorista já foi banido da plataforma. A Uber se coloca à disposição para colaborar com autoridades no curso de investigações. Vale lembrar que nenhuma viagem na Uber é anônima e este tipo de comportamento, se confirmado, leva ao imediato desligamento da plataforma. Acreditamos na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência contra a mulher. (As informações do A Tarde)

FHC PREVÊ QUE PSDB LANÇARÁ ALCKIMIN À PRESIDÊNCIA EM 2018, DIZ COLUNA

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem dito a interlocutores que a maior probabilidade é que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin seja a candidatura lançada pelo PSDB à Presidência da República nas eleições de 2018. De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o tucano avalia que Alckmin tem mais história e estofo para enfrentar a campanha do que o prefeito de São Paulo, João Doria, que é apadrinhado político do governador e outro nome incensado como possível postulante do partido. FHC acredita também que Alckmin tem maior condição de enfrentar a prolongada crise política do país caso seja eleito.

CAPETINHA TENTA SAIR DO INFERNO EM MAIO APROCESSOS, PENSÕES, PRISÕES E PENHORA

Em 2004, ele era o anjo caído do céu para realizar o plano grandioso de levar o Vitória ao título brasileiro. De helicóptero, junto com o amigo Vampeta, o baiano Edilson descia no centro do gramado do Barradão, quase dois anos depois de conquistar o penta com a Seleção Brasileira.

Após passagens gloriosas por Palmeiras, Corinthians, Benfica de Portugal, Cruzeiro, Flamengo e Kashiwa Reysol do Japão, o Capetinha voltava para se consagrar na terra de todos os santos. Para se consagrar e para cuidar dos seus negócios, entre eles o bloco Bróder, a casa de shows Estação Ed 10, as diversas bandas de pagode que lançou e os inúmeros imóveis que adquiriu em anos de carreira.

Corta para 16 de agosto de 2017. Edilson é preso por policiais civis e é levado para a sede da Polinter, em Salvador. O motivo? Uma dívida que se arrasta desde 2013 referente ao não pagamento mensal de R$ 8,8 mil em pensão alimentícia para um dos seus filhos, que mora em Brasília. Ao ser preso por quase quatro dias, um deles no Complexo Penitenciário da Mata Escura, notícias sobre uma dívida trabalhista ainda maior vieram à tona.

Falou-se em R$ 10 milhões em débitos. Mas, esse número, ao menos os relacionados com processos trabalhistas, ainda não foi fechado. “Ainda vamos atualizar, mas a dívida atual ultrapassa R$ 6 milhões”, diz o diretor da Coordenadoria de Execução do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Rogério Fagundes. A pergunta que fica é se Capetinha está falido.

Processos
O CORREIO teve acesso ao relatório do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT), onde foi instaurado um processo de penhora unificada que reúne de 20 a 30 processos trabalhistas contra Edilson, contra empresas em seu nome, como a casa de shows Estação Ed Dez, que funcionava no bairro da Federação, e contra pessoas ligadas a ele. O fato é que a maioria dos bens do ex-craque está bloqueada.

Há também imóveis milionários penhorados ou em processo de penhora, a exemplo de uma mansão no bairro do Horto Florestal avaliada em R$ 3 milhões, e uma casa em Guarajuba, no Litoral Norte, no valor de R$ 1 milhão. Além desses, na lista de bens bloqueados, penhorados ou em processo de penhora, tem outros dez imóveis, quatro carros, contas bancárias, ativos financeiros e saldos de cartões de débito e crédito provenientes de vendas de abadás para o bloco Bróder.

Isso porque, para buscar formas de Edilson pagar as dívidas, o TRT rastreou o seu patrimônio milionário, que estaria, em parte, nas mãos de laranjas. Por isso, o tribunal arrolou no processo unificado não só o atleta, mas um grupo econômico que envolve empresas, sócios e familiares de Edilson, inclusive a sua própria mãe, Maria de Lourdes da Silva Ferreira, a qual tem um carro em seu nome.

Além de familiares e sócios, na lista de “devedores” também consta as empresas E&E Eventos, a Ed Cem Editora Musical, a Gooold Soccer Assessoria Esportiva, a Tribrazil Produções Artísticas, a Nos Duas Indústria de Moda e mais duas empresas de intermediação de negócios. “São pessoas e empresas que eventualmente estejam com o dinheiro que não está na mão dele e está na mão de terceiros. São laranjas, né? Filhos menores com imóveis, por exemplo. Isso indica que ele está tentando dificultar uma penhora”, afirma Rogério Fagundes, diretor do TRT.

“Vamos apurar até que ponto esses sócios têm responsabilidade com as dívidas trabalhistas e até que ponto esses bens podem ou não responder pela causa”, adianta Fagundes. Enquanto isso, Edilson não pode se desfazer dos bens para quitar as dívidas. “Ele não pode vender nada. Está tudo indisponível”, afirma o diretor. A decisão do TRT é válida ao menos até o dia 14 de setembro, quando acontece uma audiência. “É a oportunidade que ele tem para se defender. Se ele não for, vai ser pior pra ele”, conclui Fagundes.

Sem defesa
Segundo o irmão de Edilson, Eliomar Ferreira, ainda não foi constituído advogado para os processos trabalhistas. Heleno Andrade, o defensor que o tirou da prisão por conta do não pagamento da pensão, espera assumir também a causa no TRT. “Não acho que seja algo que não possa ser resolvido. Não deve ser esse valor todo”, acredita.

Eliomar disse que o irmão está viajando e, por hora, não vai falar sobre o caso. Enquanto isso, um amigo afirma que o jogador foi traído por funcionários. “Ele (Edilson) fez acordo com o pessoal (ex-funcionários). Pagou o combinado. Mas depois o pessoal disse que não tava satisfeito e botou ele na Justiça”, alega o irmão.

Casa do Horto
Segundo o relatório do TRT, a propriedade mais cara de Edilson em Salvador é a casa onde ele mora, na Rua Sapucaia, no Horto Florestal. O imóvel, avaliado em R$ 3 milhões, foi arrematado por R$ 1,2 milhão no dia 24 de setembro de 2014. Recursos já foram julgados improcedentes. Mas, há outro ainda a ser apreciado. Por isso, Edilson continua morando na casa. (As informações do Correio)