terça-feira, 21 de agosto de 2018

BAHIA ALCANÇA MELHOR POSIÇÃO EM UM 1º TURNO POR PONTOS CORRIDOS

Não foi possível superar os 23 pontos conquistados em 2017 e 2013 ao final da 19ª rodada. Mesmo assim, o empate por 1x1 diante do Cruzeiro, no Mineirão, fez o Bahia alcançar a sua melhor posição e aproveitamento em um primeiro turno neste formato de Série A. O tricolor é o 11º colocado, com 22 pontos, e tem uma partida a menos que a maioria das equipes.

Ano passado, o time terminou a primeira parte do campeonato na 13ª posição e com 23 pontos, mas com aproveitamento de 40,4%, contra 40,7% na atual temporada. Tudo isso distribuído em uma campanha de cinco triunfos, sete empates e seis derrotas.

O caminho do Bahia até aqui tem algumas particularidades e números que chamam a atenção. Nenhum atleta esteve presente nas 18 partidas. Vinícius, Elton e Zé Rafael atuaram em 17, sendo que os dois últimos sempre como titulares. O volante, inclusive, é o que tem mais minutos na Série A, um a mais que o camisa 10: São 1.465 minutos contra 1.464 de Zé.

Como o torcedor já poderia imaginar, Régis é o atleta que mais entrou no decorrer dos jogos: 12 vezes. Consequentemente, Vinícius, que atua mais ou menos na mesma posição, é o que mais foi substituído, 13 vezes.

O saldo de gols do time de Enderson Moreira é de três negativos. Foram 20 marcados contra 23 sofridos, o que mostra certo equilíbrio entre os setores. O Bahia tem a 10ª melhor defesa e o 10º melhor ataque da competição.

O artilheiro é Gilberto, com quatro gols em apenas seis jogos. Ao todo, 10 jogadores marcaram pelo tricolor na Série A. No quesito assistências, quem lidera é Élber, com três. O camisa 7 foi titular em 10 partidas e hoje é reserva. Quando somadas as participações em gols e assistências, Régis aparece na liderança, com cinco no total: foram três gols e duas assistências.

Elenco enxuto

Trabalhar com um elenco mais enxuto nesta temporada sempre foi a política do Bahia. E essa filosofia se reflete na Série A. Nas 18 partidas, apenas 28 jogadores foram utilizados pelos técnicos Guto Ferreira, Cláudio Prates e Enderson Moreira. Destes, 24 começaram pelo menos um jogo entre os 11 titulares.

Os quatro que tiveram chances, mas nunca começaram jogando são Fernandinho, Geovane Itinga, Nilton e Ítalo. Este último, inclusive, é responsável pela única expulsão tricolor na Série A, que aconteceu na derrota para o Sport por 2x0.

Nos cartões amarelos, Gregore lidera disparadamente, com sete advertências em 16 jogos, média de quase um cartão a cada duas partidas. Já teve que cumprir suspensão automática duas vezes. Élber vem em segundo, com cinco cartões amarelos.

Por duas oportunidades, o Bahia conseguiu repetir a mesma escalação de um jogo para o outro. A primeira vez foi entre a 11ª e 12ª rodada, no empate por 3x3 com o Botafogo e triunfo por 1x0 sobre o Corinthians, respectivamente, ambos na Fonte Nova. A outra foi entre a 13ª e 14ª rodadas. Novo empate com a Chapecoense, fora de casa, por 1x1, e depois goleada sobre o rival no Ba-Vi, por 4x1.

Retorno

O privilégio não deve se repetir amanhã, às 19h30, diante do Internacional, na Fonte Nova, já que o zagueiro Tiago volta de suspensão e deve retomar a titularidade para formar dupla de zaga com Lucas Fonseca. Douglas Grolli, autor do gol contra o Cruzeiro, volta a ser opção no banco de reservas.

Enderson Moreira não terá desfalques por cartão nesta rodada, mas não descarta fazer outras mudanças na equipe, que vem desgastada pela sequência de jogos. Edigar Junio, que só entrou no final no Mineirão, deve estar entre os 11 titulares. (As informações do Correio)

CIRO CONTRADIZ KÁTIA ABREU E DIZ SER CONTRA REFORMA TRABALHISTA

O candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, contradisse a candidata a vice, Kátia Abreu, e afirmou que ambos são contrários à reforma trabalhista. "O que ela quis dizer é que vamos revogá-la (a reforma)", afirmou, em evento nesta terça-feira, 21, em Guarulhos, com candidatos a deputado do PDT e com o postulante ao governo paulista do partido, Marcelo Cândido. "Isso (de ser favorável à reforma trabalhista) foram vocês (jornalistas) que disseram."

Em evento na segunda-feira, 20, na capital paulista, Kátia Abreu disse que era um "mito" que Ciro seja contrário à reforma trabalhista. "Ninguém vai fazer uma revolução sobre isso. A gente não vai retroagir na questão do imposto sindical, por exemplo. Mas retroagir em normas que foram aprovadas para o bem, absolutamente", afirmou, após participar de evento da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes).

"Como ela pode ser favorável se votou contra?", questionou Ciro.

No evento da segunda-feira, Kátia Abreu explicou que votou contra o projeto pela forma como foi feito. "A base de Michel Temer não queria votar a reforma no Senado e só fez quando (Romero) Jucá apresentou os oito pontos. O que a gente quer é discutir mudanças, para início de conversa", disse. (As informações do Estadão)

LEÃO TEM CAMPANHA IDÊNTICA À DE 2017, QUANDO SÓ ESCAPOU NO FIM

Acabou o primeiro turno do Brasileirão e, junto com ele, o Vitória carrega uma grande preocupação. Após mais um resultado expressivo, desta vez uma derrota por 3x0 contra o Palmeiras, no Barradão, o rubro-negro precisa se organizar pra encarar o segundo turno e se reerguer.

É cedo para se desesperar e dizer que o fantasma da Série B visitará a Toca do Leão ao fim da temporada, afinal, ainda faltam 19 rodadas pela frente. Porém, é necessário, sim, pensar no rebaixamento e, principalmente, como escapar dele.

O time concluiu o primeiro turno desta Série A na zona de rebaixamento: em 17º, com 19 pontos. O que mais preocupa nem é a colocação na tabela em si, mas os outros números do time agora treinado por Paulo Cézar Carpegiani. Dos 19 jogos que fez, o Vitória venceu apenas cinco, empatou quatro e perdeu 10 – campanha idêntica à do ano passado, quando a equipe escapou da degola apenas na última rodada.

O que muda, na verdade, é o saldo de gols. Em 2017, quando teve a pior virada de turno da história no quesito gols sofridos, o Vitória levou 30 gols e ficou com saldo negativo de nove, mas, este ano o cenário é ainda pior. Foram 20 gols feitos e 39 tomados (saldo de -19). Ou seja, o rubro-negro tem uma média de mais de dois gols sofridos por jogo. Desde 2008, quando disputou pela primeira vez o Brasileiro neste formato de pontos corridos com 20 clubes, o Leão nunca encerrou o primeiro turno com um saldo de gols tão ruim.

Nos anos em que foi rebaixado, o time terminou a primeira parte da competição com apenas cinco triunfos. Em 2010, somou, na primeira etapa do torneio, 22 pontos, com cinco vitórias, sete empates e sete derrotas. Já em 2014, foram 15 pontos, com só três triunfos, seis empates e 10 derrotas.

Nas duas últimas edições da Série A, de 2016 e 2017, o Vitória perdeu na última rodada, mas escapou da queda graças aos jogos dos demais adversários. Nestas duas competições, o clube também virou o turno com somente cinco triunfos. Em 2016, foram 22 pontos somados, com sete empates e sete derrotas, enquanto no ano passado foram quatro empates e 10 derrotas.

Sem entrosamento
Em 19 rodadas do atual campeonato, o Vitória mandou a campo 18 formações diferentes. O rubro-negro só repetiu um mesmo time uma vez, quando teve na segunda e terceira rodadas uma equipe formada por Caíque; José Welison, Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Uillian Correia, Willian Farias e Yago; Rhayner, Neilton e Denilson.

Ao todo, foram 36 diferentes jogadores utilizados no time titular. Se estendermos aos reservas que entraram no jogo, o número sobe pouco: 39. Foram três treinadores à frente do time vermelho e preto. Vagner Mancini iniciou o torneio e foi demitido após o fim da 16ª rodada. Ele entregou o time na 14ª posição, com 16 pontos somados (cinco triunfos, três empates e oito derrotas). Depois da sua saída, o Vitória ainda não venceu nenhum jogo.

O interino João Burse contribuiu com um ponto. Ele comandou o time nas rodadas 17 e 18, com um empate e uma derrota. Já Carpegiani, que assumiu na semana passada, estreou com derrota e ainda não somou pontos.

O Vitória sofreu gols de 15 dos 19 clubes que enfrentou no primeiro turno. Os únicos que não conseguiram vazar a defesa rubro-negra foram Chapecoense, Corinthians, Paraná e Sport. Por outro lado, o ataque marcou gols em 14 dos 19 clubes que enfrentou – só não passou pelo bloqueio de Corinthians, São Paulo, Atlético-PR, Grêmio e Palmeiras.

Todos os triunfos do Vitória nessa Série A foram por um gol de diferença. A primeira vitória veio na 5ª rodada, quando o rubro-negro bateu o Vasco, por 3x2, em São Januário, no Rio. Depois, a equipe só ganhou no Barradão: fez 2x1 no Ceará e venceu Chapecoense, Sport e Paraná, todos por 1x0.

No Barradão, o Vitória fez um total de nove partidas e somos 14 pontos. Venceu quatro confrontos, empatou dois e perdeu três, com 11 gols feitos e 12 sofridos (51,9% de aproveitamento). Como visitante, os números despencam. Dos 10 jogos que fez longe de casa, o Leão venceu apenas um, empatou dois e perdeu os outros sete (aproveitamento de 16,7%). Foram nove gols feitos e 27 sofridos.

O rubro-negro também acumula seis goleadas sofridas nos 19 primeiros jogos, sendo quatro delas como visitante. Perdeu para Santos (5x2), São Paulo (3x0), Bahia (4x1), Atlético-PR (4x0) e Grêmio fora de casa, além de sofrer 3x0 diante do Palmeiras, no Barradão. (As informações do Correio)

IBOP: SEM LULA, BOLSONARO LIDERA CORRIDA PRESIDENCIAL

Sem o ex-presidente Lula, o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, aparece na liderança das intenções de voto, segundo a pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, que foi divulgada ontem. Bolsonaro tem 20% das intenções no cenário em que Lula, preso em Curitiba, fica fora da disputa. Marina Silva (Rede) aparece logo atrás, com 12%. Ciro Gomes (PDT) é o terceiro, com 9%, e Geraldo Alckmin (PSDB) é o quarto, com 7%. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O Ibope também traçou um cenário com a participação de Lula. Nesse caso, o ex-presidente aparece na liderança, com 37% das intenções de voto, e Bolsonaro cai para a segunda colocação, com 18%.

Na situação em que o ex-presidente não concorre, o Ibope considera que Fernando Haddad, candidato a vice na chapa petista, assume a cabeça de chapa do PT. Neste caso, Haddad tem 4% das intenções de voto, segundo os números do Ibope.

Início da campanha
Esta é a primeira pesquisa realizada pelo Ibope após o ínicio oficial da campanha, na última semana. Os levantamentos anteriores incluíam mais candidatos, como Manuela D'Ávila (PCdoB), que retirou sua candidatura para ficar como vice numa eventual chapa de Haddad, caso Lula não concorra.

Os eleitores foram questionados a respeito da possibilidade de Lula ser impedido de disputar a eleição e declarar o seu apoio a Fernando Haddad. Nesse caso, 60% dos brasileiros afirmaram que não votariam no candidato de jeito nenhum. Outros 14% avaliaram a possibilidade de votar nele, enquanto outros 13% disseram que com certeza votariam no candidato. Os que disseram não conhecer Haddad o suficiente para opinar somaram 7%, enquanto os que não responderam atingiram 5% do eleitorado.

Lula foi condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso relacionado ao triplex do Guarujá, e está preso em Curitiba. O registro de candidatura de Lula será julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o relator será o ministro Luís Roberto Barroso.

Jair Bolsonaro lidera a pesquisa no que diz respeito à rejeição, com 37% das respostas para a pergunta: “Em quem não votaria de jeito nenhum?”. O segundo lugar ficou para Lula, com 30%, seguido por Alckmin (25%), Marina (23%), Ciro (21%), Haddad (16%), Meirelles (13%) e Cabo Daciolo (12%). Empatados com 11%, aparecem Boulos, Eymael e Alvaro Dias. João Amoedo, João Goular Filho e Vera Lúcia têm 10%, cada.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores, em 142 municípios, entre os dias 17 e 19 de agosto. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo BR-01665/2018. Os contratantes foram o jornal Estado de S. Paulo e a TV Globo.

Inelegibilidade
O Ministério Público Eleitoral (MPE) voltou a se manifestar, ontem, sobre a situação da candidatura do ex-presidente. O parecer é assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral Humberto Jacques de Medeiros, que cita a Lei da Ficha Limpa. O documento foi anexado no processo do pedido de registro de candidatura em trâmite no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No mesmo processo, a procuradora-geral da República e procuradora-geral eleitoral, Raquel Dodge, já tinha pedido, na semana passada, que Lula fosse barrado da disputa presidencial deste ano. Também solicitaram a mesma coisa o Partido Novo e o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Outras quatro pessoas, entre elas Kim Kataguiri, do Movimento Brasil Livre (MBL), e o ator Alexandre Frota, também já tinham contestado a candidatura de Lula, mas em processos à parte. Esses casos eram relatados inicialmente pelo ministro Admar Gonzaga, mas depois foram encaminhados também para Barroso.

O novo parecer do MPE foi feito em concordância com esses quatro pedidos. O vice-procurador-geral eleitoral destacou que Lula já foi condenado por um órgão colegiado, o que o enquadra na Lei da Ficha Limpa.

Além dos três pedidos feito no registro de candidatura e dos quatro que trocaram de relator, já houve mais três novas contestações à candidatura de Lula no TSE, totalizando dez. Fernando Haddad afirmou, ontem, que o PT vai continuar tentando garantir que o ex-presidente esteja presente nos eventos de campanha, como os debates eleitorais.

Noticiário político faz o dólar disparar
A combinação entre cautela e especulação levou o dólar a galgar novo patamar ontem, atingindo o seu maior valor em quase dois anos e meio. A escalada ocorreu em meio à liquidez bastante reduzida, com investidores repercutindo o quadro eleitoral adverso. O dólar negociado no mercado à vista terminou o dia com alta de 1,10%, cotado a R$ 3,9571. É o maior valor da moeda americana desde 29 de fevereiro de 2016 (R$ 3,9984). Na máxima do dia, a cotação chegou aos R$ 3,97, o que trouxe às mesas de negociação rumores de uma possível intervenção do Banco Central.

“Os rumores de intervenção do BC surgem naturalmente, uma vez que a própria autoridade monetária é quem afirma que deixará o dólar flutuar, mas poderá atuar toda vez que perceber distorção nos preços”, disse Ricardo Gomes da Silva, diretor da Correparti

O profissional afirma que alguns investidores tiveram de dar ordens de “stop loss” (interrupção de perdas) após a divulgação da pesquisa MDA/CNT, divulgada pela manhã. Em linhas gerais, o levantamento mostrou pouca alteração no quadro já conhecido, com Lula e Bolsonaro liderando as intenções de voto. O desconforto veio da constatação da estagnação do candidato afinado com o mercado, o tucano Geraldo Alckmin, enquanto o petista Fernando Haddad desponta como maior herdeiro dos votos de Lula. Assim, desenhou-se no mercado a ideia mais firme de um segundo turno formado por Bolsonaro e Haddad.

Apesar de ser o destinatário da maior parte dos votos, Haddad aparece com apenas 17,1% das intenções de votos destinadas a Lula. No período da tarde, a expectativa de que a pesquisa Ibope confirmasse o cenário de domínio de Lula e Bolsonaro manteve o clima de cautela no período da tarde, levando o dólar a renovar máximas nesse período.

Amanhã será a vez do Datafolha divulgar pesquisa de intenção de voto. Segundo analistas, os levantamentos feitos por institutos maiores têm potencial para acalmar o mercado ou elevar ainda mais a tensão nos negócios ao longo da semana.

Menos de 3% da população aprova o governo Temer
O governo Michel Temer (MDB) foi apontado como bom ou ótimo por 2,7% dos entrevistados na pesquisa CNT/MDA divulgada ontem. Avaliaram negativamente a administração do emedebista 78,3% e disseram que a gestão é regular, 17,7%. O desempenho pessoal de Temer foi desaprovado por 89,6% dos pesquisados.

A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 18 de agosto de 2018 e ouviu 2.002 pessoas. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança. Pesquisas de opinião têm apontado o governo Temer como o mais impopular da história.

A reprovação ao emedebista cresceu na comparação entre a pesquisa divulgada ontem e outra, realizada no último mês de maio pelo mesmo instituto de pesquisa. Naquele mês, 71% disseram que o governo era ruim ou péssimo e 4% que era bom ou ótimo.

JUSTIÇA BLOQUEIA R$ 38 MI DE INVESTIGADOS NA OPERAÇÃO OFFERUS

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 38 milhões em valores e bens pertencentes aos investigados de um esquema criminoso de fraude a licitações, superfaturamento, desvio de recursos públicos, corrupção ativa e passiva e lavagem de ativos envolvendo a contratação do serviço de transporte escolar nos municípios de Salvador, Alagoinhas, Casa Nova, Conde, Ipirá, Jequié e Pilão Arcado, todos na Bahia. A polícia Federal, com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU), deflagrou na manhã desta terça-feira (21), a Operação Offerus.

Sendo esse o valor do superfaturamento e do desvio apurado em auditorias realizadas pela CGU em apenas dois dos municípios investigados, Alagoinhas e Casa Nova. Conforme constatado durante as investigações, iniciadas em 2017, as licitações eram direcionadas para beneficiar um grupo de empresas pertencentes ao mesmo empresário, que terceirizava integralmente a execução dos contratos para motoristas locais a preços inferiores, apropriando-se da diferença, que lhe rendia cerca de R$ 300 mil.

De acordo com as investigações, um grupo de pessoas, incluindo empresários, servidores municipais, gestores e ex-gestores, atuava, desde 2009, no direcionamento de licitações de transporte escolar para empresas de fachada, constituídas em nome de “laranjas”. Os editais dos certames eram elaborados para afastar concorrentes, mediante a inclusão de cláusulas restritivas (idênticas, mesmo que em localidades diferentes). O esquema incluía, também, a desclassificação de outras licitantes que tentavam participar dos pregões.

Parte desse valor era utilizado para pagamento de propina aos servidores públicos envolvidos no esquema. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, e têm por objetivo localizar e apreender provas complementares dos desvios nas contratações públicas, do pagamento de propinas e da lavagem de dinheiro. O nome da operação, Offerus, é uma referência à lenda de São Cristóvão, o padroeiro dos motoristas. (As informações do Estadão)

IBOPE/ ESTADÃO/ TV GLOBO: LULA LIDERA COM 37%; BOLSONARO APARECE EM SEGUIDA COM 18%

Mesmo preso e condenado na Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera, com 37%, as intenções de voto para o primeiro turno da eleição presidencial em pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 20. O candidato Jair Bolsonaro (PSL) aparece em segundo lugar no cenário, com 18% da preferência do eleitorado.

A pesquisa foi feita entre os dias 17 a 19 de agosto, após o PT registrar a candidatura de Lula e os demais partidos também solicitarem o registro de suas candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O período também representa a primeira pesquisa do Ibope feita após começar o período oficial da campanha eleitoral.

No cenário em que Lula é apresentado como candidato, o terceiro lugar é disputado por quatro candidatos. Marina Silva (Rede), com 6%, Ciro Gomes (PDT), com 5%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 5%, e Alvaro Dias (Podemos), com 3%, estão empatados tecnicamente no levantamento.

Eymael (DC), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo) têm 1% das intenções de voto no cenário. Considerando a margem de erro, esses candidatos estão empatados tecnicamente com Alvaro Dias. Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram.

Espontânea

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados ao eleitor, o ex-presidente Lula lidera o cenário com 28% das intenções de voto. Em segundo lugar, Jair Bolsonaro é citado espontaneamente por 15% dos eleitores ouvidos no levantamento. Ciro Gomes e Geraldo Alckmin registram 2% das intenções de voto no mesmo cenário. Alvaro Dias e Marina Silva têm 1%. Os demais candidatos ao Planalto não pontuaram no levantamento espontâneo.

Votos válidos

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, sem brancos, nulos e indecisos, o ex-presidente Lula tem 47% da preferência do eleitorado, segundo o Ibope. Jair Bolsonaro pontua com 23% nesse cenário, seguido por Marina Silva (8%), Geraldo Alckmin (7%), Giro Gomes (6%) e Alvaro Dias (4%).

Na possibilidade de Fernando Haddad ser o candidato do PT, Bolsonaro tem 32% dos votos válidos. Marina Silva aparece em segundo lugar, com 20%. Ciro Gomes tem 14% dos votos válidos, seguido por Geraldo Alckmin (12%), Alvaro Dias (6%) e Fernando Haddad (6%).

O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios de 17 a 19 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, considerando um intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado no TSE sob o número BR-01665/2018. (As informações do Estadão)

JUSTIÇA DECRETA PRISÃO DE DUPLA POR MORTE DE SERVIDOR PÚBLICO

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), por meio da juíza Maria Ângela Alves Matos, decretou a prisão temporária do vendedor de carros Gabriel Bispo dos Santos, de 22 anos, e de Luciano Pinho dos Santos, 36, pelo latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou o servidor público Michel Batista Santana de Sá, 35, na última quinta, 16.

Até as 19h desta segunda, nenhum dos suspeitos havia sido preso. Gabriel se comprometeu em se apresentar na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) até as 16h.

Na quinta, Michel saiu para encontrar um suposto interessado em comprar o carro veículo Honda HRV vinho, no Salvador Shopping, e foi encontrado morto por volta das 6h30 do dia seguinte atrás do condomínio Jardim Mediterrâneo, na avenida Tamburugy, em Patamares, em Salvador. A venda do veículo foi anunciada no site OLX.

Enquanto Gabriel manteve contato com Michel por 10 dias para tratar da suposta transação, Luciano atuou como motorista de Gabriel na prática do crime e o ajudou a sequestrar, torturar e assassinar Michel.

Após sequestrá-lo, Gabriel comprou pouco mais de R$ 14 mil no cartão de crédito de Michel. Advogado de Gabriel, Hudson Dantas afirma que seu cliente assume ter matado Michel e diz que o fez por achar que a venda do carro era um golpe. Isso porque, conforme a versão do suspeito, ele chegou a depositar R$ 60 mil em uma conta que não era a da vítima, mas sim de Jéssica da Silva Mattos.

“Michel me ligou e eu ainda o aconselhei a não se envolver nisso, mas acredito que ele já estava em poder dos bandidos”, afirmou o pai adotivo de Michel, o ex-vereador Arnando Lessa, 65, que contou ainda que o suspeito esteve na casa de Michel, na Prodeb onde Michel trabalhava, e almoçou com ele duas vezes.

Segundo ele, os suspeitos chegaram a sair e a voltar ao shopping com Michel já sequestrado. “Meu filho estava amarrado com fita plástica. Os hematomas no corpo do filho não foram apenas os três tiros que ele tomou na cabeça. Para ele ser enterrado, tive que fazer toda a reposição da face dele. Ele estava todo deformado”. (As informações do A Tarde)

PF REALIZA OPERAÇÃO PARA AFASTAR PREFEITOS DE PILÃO ARCADO E IPIRÁ, NA BAHIA

A Polícia Federal (PF), com o apoio da Controladoria-Geral da União, realiza a manhã desta terça-feira (21) uma operação com o objetivo de desarticular um esquema criminoso de fraude a licitações, superfaturamento, desvio de recursos públicos, corrupção ativa e passiva e lavagem de ativos envolvendo a contratação do serviço de transporte escolar nos municípios de Alagoinhas, Casa Nova, Conde, Ipirá, Jequié e Pilão Arcado, todos na Bahia.

Além das cidades do interior do estado também acontecem buscas e apreensões em Salvador. Dois carros da Polícia Federal estão estacionados em frente à loja de móveis Shopping do Escritório, na região do Lucaia.

Os agentes, de acordo com os populares, chegaram ao local por volta das 6h. A loja permanece com as portas fechadas. De acordo com um funcionário, que preferiu não se identificar, a loja abre às 8h. Dois funcionários chegaram por volta das 7h40 e entraram na loja sem dar entrevistas.

Às 7h50, um dos funcionários saiu do local. De acordo com ele, o agentes estão no segundo andar do imóvel. "Não podemos falar nada. Essa foi a orientação que eles (agentes) nos deram", disse. Mais dois carros da Polícia Federal, um deles plotado, estacionou em frente à loja às 8h23. Dois agentes entraram no local - um carregava uma pasta.

De acordo com a PF cerca de 90 policiais federais cumprem 19 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e nas residências dos envolvidos no esquema. Além disso, a PF informou que cumpre um mandado de prisão preventiva e dois mandados de afastamento do cargo de prefeito, estes últimos nos municípios de Pilão Arcado e Ipirá. No total, 21 auditores federais de controle, da CGU, também participam das diligências. (As informações do Correio)

DIRETOR DE REDAÇÃO DO JORNAL 'FOLHA DE SÃO PAULO' MORRE AOS 61 ANOS

O diretor de redação do jornal Folha de S.Paulo, Otavio Frias Filho, morreu nesta terça-feira (21), aos 61 anos, em São Paulo. Otavio estava internado no Hospital Sírio Libanês, no Centro da capital, e lutava contra um tumor no pâncreas desde 2017. O velório será no Cemitério Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, e a cerimônia de cremação às 13h30, no mesmo local.

HOMENS QUE TROCAVAM DROGA PARAGUAIA POR CARROS ROUBADOS SÃO PRESOS EM SALVADOR

Dois homens foram presos na noite desta segunda-feira, 20, na região da rodoviária de Salvador, momentos antes de negociarem a troca de carros por maconha de origem paraguaia. Os veículos teriam sido roubados na capital baiana e na cidade Feira de Santana.

De acordo com as informações divulgadas na manhã desta terça-feira, 21, pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o pernambucano Adelson Atino de Souza, 51 anos, e o paranaense Roger Gean Galinari, 27 anos, estavam com 45 quilos do entorpecente que seriam usados como moeda de troca.

Conforme o órgão, os homens vieram dirigindo do município paranaense Foz do Iguaçu e se hospedaram no Hotel Corpus, na rua Flor de Maio, em Pernambués. Ainda segundo a SSP-BA, a quadrilha é investigada pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) há três meses. Outros integrantes são procurados pela polícia. (As informações do A Tarde)

MALUF PRECISA RENUNCIAR ATÉ ESTA QUARTA OU TERÁ MANDATO CASSADO PELA CÂMARA

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) terá até esta quarta-feira (22) para renunciar ao cargo. Caso não, terá o mandato cassado. De acordo com a coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, Maluf recebeu o ultimato do próprio comando da Câmara dos Deputados.

O parlamentar foi condenado em maio do ano passado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por lavagem de dinheiro, em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Além disso, a Corte determinou que a Mesa Diretora da Câmara decrete a perda do mandato.

Mesmo assim, a decisão não foi tomada porque uma ala defende que o plenário decida sobre a cassação, enquanto outra diverge e argumenta que isso seria descumprir a determinação judicial.

Ainda de acordo com a publicação, Maluf pode anunciar em carta enviada à Mesa Diretora da Câmara nesta quarta. O deputado tem sido aconselhado a renunciar.

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

REPROVAÇÃO DE TEMER CRECE PARA 89,6%, DIZ PESQUISA MDA/CNT

O presidente da República, Michel Temer, é reprovado por 89,6% da população, de acordo com pesquisa do instituto MDA, em parceria com a Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada nesta segunda-feira, 20. Na pesquisa anterior, realizada em maio deste ano, a reprovação era menor, de 82,5%.

A aprovação do presidente caiu e passou de 9,7% para 6,9%. Outros 3,5% responderam que não sabem ou não quiseram responder, ante 7,8% da consulta anterior.

A avaliação negativa do governo também piorou e passou de 71,2% para 78,3%. A avaliação positiva caiu de 4,3% para 2,7%. Aqueles que avaliaram o governo como regular passaram de 21,8% para 17,7%. Os que não sabem ou não souberam responder passaram de 2,7% para 1,3%.

Esta edição da pesquisa da CNT/MDA está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-09086/2018.

Foram realizadas 2.002 entrevistas em 137 municípios de 25 Unidades da Federação, entre os dias de 15 e 18 de agosto. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, considerando o nível de confiança de 95%. (As informações do Estadão)

RAQUEL DODGE DEFENDE REJEIÇÃO DE RECURSO DE GEDDEL CONTRA DEPOIMENTO ONLINE

Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu a rejeição de um recurso apresentado pela defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima, réu em ação penal pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso do bunker de R$ 51 milhões encontrado em Salvador.

A defesa de Geddel questiona os procedimentos em torno da realização de depoimentos em São Paulo, Salvador e Brasília, no âmbito da ação penal em curso no STF. Para os advogados do ex-ministro, a realização de audiências fora de Brasília - que seriam acompanhadas por Geddel por videoconferência, e não presencialmente - viola "seu direito de presença e exercício da autodefesa".

"A videoconferência e afins - recursos de tecnologia que franqueiam contatos diretos e instantâneos - são um fenômeno inevitável da vida moderna ao qual a administração pública e até o processo penal não puderam resistir", rebateu Raquel Dodge.

O relator do caso, ministro Edson Fachin, já havia decidido que Geddel poderia acompanhar as audiências por videoconferência, mas a defesa do ex-ministro entrou com recurso. Fachin marcou para os dias 30 de agosto e 3, 4, 10, 11, 18 e 24 de setembro mais de 35 depoimentos, tanto de testemunhas de defesa quanto de acusação.

"Aprofundando um pouco mais a discussão, pergunta-se qual o prejuízo à defesa de Geddel se ele acompanhar e participar ao vivo das audiências de oitiva das testemunhas pela videoconferência (...)? Nenhum. Ele terá contato prévio com sua defesa, poderá fazer intervenções e até questionamentos via sua defesa técnica - tudo em tempo real, online e sensível aos tempos de redução de gastos públicos'", escreveu Raquel Dodge.

A procuradora-geral da República ainda ressaltou que o Brasil elevou ao status constitucional "as garantias fundamentais do processo e dos meios que garantam a celeridade de sua tramitação". (As informações do Estadão)

JUSTIÇA ORGANIZA MUTIRÃO PARA JULGAR AÇÕES DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Tribunais de Justiça de todos os estados e do Distrito Federal começam hoje (20) esforço concentrado para julgar casos de violência contra a mulher que tramitam nesses órgãos. O mutirão é parte da 11ª edição da Semana Justiça pela Paz em Casa, promovida há cinco anos. No total, em todas as edições, ocorreram 140 mil audiências, foram definidas 127 mil sentenças e expedidas 65 mil medidas protetivas.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), atualmente, tramitam mais de 1 milhão de processos relativos à violência doméstica na Justiça brasileira. Justamente para tentar acelerar a conclusão desses casos, a campanha ocorre três vezes por ano: em março, em homenagem ao Dia da Mulher; em agosto, para marcar a promulgação da Lei Maria da Penha, e em novembro, durante a semana internacional de combate à violência de gênero, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Um levantamento sobre as iniciativas das varas e juizados especializados nesses crimes para esta semana mostra metas como a de Goiás, onde mais de mil audiências de processos referentes à Lei Maria da Penha estão previstas. Apenas em Goiânia, estão agendados 200 julgamentos. No Rio de Janeiro, o objetivo é realizar 1.391 audiências e, na Paraíba, mais de 400 audiências, até 24 de agosto.

No Piauí, estão previstas 300 audiências preliminares, de instrução e julgamentos no Fórum Central de Teresina. Em Porto Velho, dois Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher farão, em média, 50 audiências por dia durante a semana, totalizando 268 audiências. Apenas em junho deste ano, tramitaram 6.772 processos nos dois Juizados. Em Mato Grosso do Sul, estão programadas 150 audiências concentradas no tema.

Os tribunais também organizam, ao longo da campanha, debates e exposições com delegados especializados, promotores e outros profissionais que atuam nas investigações desse tipo de violência. (As informações da Agência Brasil)

PRESIDENTE DA FIEB E DIRETOR DO SENAI TENTAM COOPERAÇÃO COM INSTITUIÇÃO DOS EUA

O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Ricardo Alban, e o diretor de Tecnologia e Inovação do Senai, Leone Andrade, estão nos EUA, onde permanecem até o próximo dia 26, para estimular a cooperação em pesquisa e desenvolvimento. Temas como inteligência artificial, computação de alta performance, manufatura avançada e inovação em educação na área de engenharia serão a tônica da missão. Eles vão interagir com executivos do setor privado, do governo e da academia.

Em Washington, discutirão o ambiente de inovação americano, seus pilares, principais atores e políticas públicas bem sucedidas. Em seguida, farão visitas técnicas ao mais importante laboratório de pesquisa da IBM, o ThinkLab (em New York), ao Sosa (uma plataforma de integração entre vários agentes de diferentes ecossistemas de inovação), à Cornell Tech (centro de referência em educação em engenharia da Cornell University) e ao laboratório de computação de alta performance de Oak Ridge (que abriga o maior supercomputador do planeta), no Tennessee.

A comitiva da Fieb também visitará os laboratórios do Infectious Disease Research Institute (IDRI), organização sem fins lucrativos com sede em Seattle e que conduz pesquisas de saúde global sobre doenças infecciosas, sendo atualmente um importante parceiro do Cimatec. Por fim, visitará a University of California San Diego (UCSD), onde focará uma parceria de longo prazo com a Jacobs School of Engineering, que atua com métodos inovadores de ensino-aprendizagem, visando ampliar os resultados para a inovação acadêmica dos cursos de engenharia do SENAI Cimatec.

BRASILEIRA QUE ESTUDAVA MEDICINA NO PARAGUAI É ACHADA MORTA EM CASA

A estudante brasileira Erika de Lima Corte, 29 anos, foi morta na madrugada de segunda-feira (20) em Pedro Juan Cabellero, no Paraguai, cidade próxima à fronteira com o Brasil, a 326 km de Campo Grande (MS). Ela era natural de Garças (MT) e foi morta com algum objeto cortante - a perícia encontrou 16 perfurações na região do tórax e pescoço da vítima.

O corpo de Erika foi achado dentro de um apartamento com o rosto coberto por um pano branco. Ela dividia a moradia com uma colega de faculdade, Milena Oliveira, que contou à polícia que saiu por volta das 17h e quando voltou, já na madrugada, encontrou Erika sem vida.

A brasileira estudava medicina na cidade paraguaia - há muitos brasileiros por lá, por conta do custo de vida, e da universidade, ser mais barato do que aqui.

A polícia paraguaia investiga o crime, que foi registrado como homicídio doloso. A suspeita é de que a morte de Erika não tenha sido planejada, para o comissário Flamino Quintero, chefe do departamento de investigação, mas nenhum suspeito foi identificado até o momento. (As informações do Correio)