segunda-feira, 20 de novembro de 2017

SUBMARINO DESAPARECIDO AINDA POSSUI RESERVAS DE OXIGÊNIO E COMIDA, DIZ MARINHA ARGENTINA

O submarino argentino que está desaparecido desde a última quinta-feira (16) ainda possui reservas de oxigênio e comida. A informação foi divulgada neste domingo (20) pela Marinha Argentina neste domingo (19), que confia que os 44 tripulantes do ARA San Juan estão vivos. De acordo com o porta-voz Enrique Balbi, os ocupantes estavam preparados para uma viagem de dez dias e têm suprimentos para uma quinzena. A Marinha trabalha com a possibilidade de que o submarino esteja "tanto na superfície quando submerso, com ou sem propulsão". Até este domingo, as buscas pelo San Juan já haviam alcançado 80% da área estipulada pela Marinha. A Marinha e a Força Aérea Brasileira também estão apoiando as buscas. Foram enviadas três embarcações e duas aeronaves para auxiliar na operação.

DOZE PRESOS FOGEM PELO TETO DE DELEGACIA EM ALAGOINHAS

Doze detentos utilizaram um macaco hidráulico para fugir das carceragens da Delegacia Territorial de Alagoinhas (a 125 quilômetros de Salvador) neste domingo, 19. Nenhum fugitivo foi localizado até a manhã desta segunda-feira, 20.

Segundo o site Alta Pressão Online, os presos usaram o equipamento para quebrar o teto da cela. Após danificar a estrutura, eles serraram a tela de aço, escapando em seguida. De acordo com o site, eles pularam de uma altura de aproximadamente quatro metros.

Uma vistoria foi realizada na carceragem, onde foram localizados os equipamentos usados pelos fugitivos. A carceragem comporta 38 detentos, mas estava com 122 custodiados. Conforme o site, o Ministério Público (MP-BA) ajuizou uma ação civil no mês de agosto, para que fosse feita a interdição da unidade.

Os fugitivos foram identificados como Alexandre Franklin Santana dos Santos, Denis de Jesus Carvalho, Douglas Teixeira Costa, José Lucas de Oliveira, Ronaldo Batista dos Santos, Carlos Luís Alves da Silva, Cleiton Santos Lima, Iago Santos Lima, Nourisval Carmo de Souza, Rafael dos Santos Filgueiras, Ednei dos Santos Nepomuceno e José Edilton Xaviei da Costa Júnior. (As informações do A Tarde)

BOLSONARO DIZ QUE ESTARÁ NO SEGUNDO TURNO CASO ELEIÇÃO NÃO TENHA FRAUDES

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) acredita que chegara ao segundo turno da eleição presidencial de 2018 caso não haja fraude na disputa. Em entrevista ao programa Canal Livre, da Band, o pré-candidato ao Palácio do Planalto disse que tem o apoio de grupos específicos, como os evangélicos, os que querem ter arma em casa e setores do agronegócio. "Sou diferente de todos os presidenciáveis que estão aí. Quem declara voto em mim dificilmente mudará. Não havendo, com certeza estarei no segundo turno", declarou.

Bolsonaro disse ainda que não confia nas urnas eletrônicas e por isso defende a impressão dos votos. Questionado sobre a questão da segurança pública, ele defendeu a adoção de medidas duras no combate ao crime. "Se morrerem 40 mil bandidos [por ano, por ação da polícia], temos que passar para 80 mil. Não há outro caminho. Não dá para combater violência com políticas de paz e amor", disse.

NOVO DIRETOR-GERAL DA POLÍCIA FEDERAL TOMA POSSE HOJE

O delegado Fernando Segóvia toma posse nesta segunda-feira (20) como novo diretor-geral da Polícia Federal (PF). A solenidade será às 10h30, no Ministério da Justiça. O presidente Michel Temer deve participar da cerimônia. junto com ministros e parlamentares. Segovia substituirá o atual diretor-geral, Leandro Daiello.

Formado em direito pela Universidade de Brasília UnB), Segóvia está há 22 anos na Polícia Federal. Foi superintendente regional no Maranhão e adido policial na África do Sul. Em boa parte de sua carreira, exerceu funções de inteligência nas fronteiras do Brasil.

Leandro Daiello estava no cargo desde 2011, nomeado na gestão do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e já havia manifestado interesse em deixar o cargo. (As informações da Agência Brasil)

COM FILHO NO COLO, PM REAGE A ASSALTO E MATA DOIS BANDIDOS; ASSISTA

Um policial militar não pensou duas vezes antes de reagir a um assalto e atirar contra ladrões dentro de uma farmácia em São Paulo. Mesmo com o filho no colo, ele sacou a arma e conseguiu atingir os dois bandidos que estavam assaltando o estabelecimento, que fica no Jardim Paulista, em Campo Limpo Paulista (SP).



O policial estava também com mulher, no momento do assalto. Ele reagiu após um dos ladrões apontar a arma em sua direção. Na hora, ele se identificou como policial e deu ordem de prisão aos bandidos, mas um deles começou a atirar em sua direção, apesar de o PM estar com o filho no colo.

Houve troca de tiros e os dois morreram no local. O policial e a criança não ficaram feridos. Uma ambulância municipal chegou a ser chamada para socorrer os criminosos, mas eles não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

ATOS PÚBLICOS HOMENAGEIAM ZUMBI E LUTA ANTIRRACISTA

Na data em que é comemorado, o líder quilombola Zumbi dos Palmares será ponto de encontro para quem for às duas tradicionais caminhadas do Dia da Consciência Negra em Salvador. Será por volta das 17h30, estimam os organizadores, a confluência entre os atos, na estátua em homenagem a ele, na Praça da Sé, no Pelourinho.

Como é de costume, o primeiro ato, de tom cultural, reunirá os blocos afros em uma peregrinação que começa por volta das 14h, no Curuzu, bairro da Liberdade, e termina no Centro Histórico da capital baiana.

Já o segundo, com teor político, organizado pela Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), terá concentração às 15h, no Campo Grande, e percorrerá a Avenida Sete de Setembro, passando pela Praça Castro Alves, até o busto em homenagem ao maior líder do Quilombo dos Palmares.

Show
A finalização das comemorações, como também se repetiu em anos anteriores, se dará com um show ali perto, no Terreiro de Jesus.

Organizado pela Convergência Negra – entidade que reúne as instituições nacionais do movimento negro brasileiro –, o evento pretende servir como canal para protestos contra ações do governo Michel Temer consideradas racistas.

São esperadas falas públicas e atividades culturais que façam referência ao chamado de "desmonte das políticas públicas afirmativas" dos últimos 15 anos.

Homenagens
Apesar do protagonismo das caminhadas que ocorrem à tarde, desde a manhã ações homenagearão Zumbi pela cidade, considerada a mais negra do país.

Às 9h, por exemplo, um ato político da União dos Negros pela Igualdade (Unegro) promoverá uma lavagem na estátua do quilombola.

A secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, estará presente nas atividades, informou a assessoria dela. (As informações do A Tarde)

MAIA CHEGA A ACORDO COM TEMER PARA TENTAR VOTAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO DIA 6

O governo e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), chegaram a um acordo para tentar votar a reforma da Previdência no plenário da Casa na primeira semana de dezembro. O calendário foi discutido em duas reuniões na residência de Maia em Brasília, ontem, um dia após o presidente Michel Temer decidir nomear o deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO), um dos principais aliados do parlamentar fluminense, para o Ministério das Cidades. Maia recebeu inicialmente Temer, ministros da área política e líderes da base aliada em almoço que se estendeu até o fim da tarde. Em seguida, foi a vez do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reunir por 40 minutos com o presidente da Câmara para discutir a votação da Previdência e outros projetos da agenda econômica, entre eles, o que altera as regras do Cadastro Positivo.

"O Rodrigo sugeriu votarmos a Previdência na primeira semana de dezembro, provavelmente no dia 6", afirmou ao Estadão/Broadcast o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), um dos presentes no almoço. Como a reforma está sendo analisada por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), ela precisa passar por duas votações no plenário da Câmara e, para ser aprovada, tem de ter votos de pelo menos 308 dos 513 deputados. De acordo com Rossi, o texto final da reforma será discutido em jantar de Temer com parlamentares da base aliada, no dia 22, no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência. Antes disso, nesta terça-feira Maia deve fazer uma reunião apenas com os líderes de partidos da base aliada para discutir que pontos do texto da reforma deverão permanecer ou não. Embora sem votos ainda para aprovar as mudanças na Previdência, a avaliação nas reuniões foi de que o ambiente melhorou com as articulações para a reforma ministerial.

As mudanças prestigiaram principalmente Maia, entre elas, a escolha de Baldy para Cidades, que também contou com apoio do PMDB e de partidos do chamado Centrão. Meirelles voltou a enfatizar no encontro a necessidade de que a proposta não seja desfigurada a ponto do ganho nas contas públicas ficar muito reduzido. O ministro quer manter uma economia acima de 50% daquela que se esperava com a proposta original. Mas os servidores fazem grande pressão para não serem alcançados com as mudanças, que podem ser reduzidas praticamente à fixação de uma idade mínima para aposentadoria e regras de transição. O relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), em viagem oficial à Alemanha, vai apresentar esta semana uma proposta de emenda aglutinativa ao seu substitutivo já aprovado na comissão especial. (As informações do Estadão)

domingo, 19 de novembro de 2017

'NÃO ACHO DIFÍCIL GANHAR ESSAS ELEIÇÕES', DIZ LULA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que "não vai ser difícil" ganhar as eleições presidenciais de 2018, mas defendeu uma mudança de estratégia dos partidos de esquerda para barrar as propostas do governo Michel Temer no Congresso. Ele avaliou que a oposição está "fragilizada" e lamentou que não tenha conseguido impedir o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a aprovação de propostas como a reforma trabalhista.

Durante o 14º Congresso do PCdoB, neste domingo, 19, Lula declarou que, se a oposição não tomar cuidado, a reforma da Previdência também acabará aprovada. "Não tenho mais idade de ficar criando movimento 'fora Temer' e ele estar dentro, de ficar gritando não vai ter golpe e ter golpe. Vamos ter que parar de gritar e evitar que isso aconteça mesmo. Isso não pode continuar acontecendo debaixo da nossa barba."

Lula afirmou que o governo Michel Temer é "fraco", mas conta com apoio da maioria do Congresso para defender "interesses do mercado". "Os congressistas que estão votando pelo desmonte não têm compromisso conosco. Nunca vi tanto deputado reacionário, tanto troglodita, e se não tomarmos cuidado vai piorar na próxima eleição", disse. Um militante da plateia gritou que a solução seria "pegar em armas", e ele respondeu rindo que era melhor "nem falar isso". "Eu não sei usar (armas)."

Esquerda unida. Em busca da unificação da esquerda, Lula incentivou a candidatura da deputada estadual gaúcha Manuela D'Ávila à presidência da República. O petista fez questão de ressaltar que isto "não deixa rusgas" na relação do PT com o PCdoB. Esta é a primeira vez, desde 1989, que as legendas podem disputar a presidência separadas. "Qualquer partido de esquerda pode lançar candidatura para a eleição, mas é preciso ir junto para a rua", destacou.

"Manuela, mesmo quando a gente faz uma campanha que a gente não ganha, se a gente fizer uma campanha ideologicamente bem feita, bem organizada, e a militância for para a rua, quero dizer que vale a pena ser candidato. Da minha parte, a única coisa que vão estranhar daqui para frente é um belo dia eu aparecer em algum dos comícios da Manuela", disse.

Ele considerou legítimo que outros partidos também lancem candidatos, inclusive um de seus principais adversários, o deputado Jair Bolsonaro. "Não podem dizer que Lula é de extrema esquerda, que [Jair] Bolsonaro é de extrema direita, e que é preciso achar o caminho do meio. Quem convive com Bolsonaro sabe quem ele é, que é mais do que extrema direita, mas ele também tem direito de ser candidato."

O ex-presidente chegou ao Congresso do PCdoB, em Brasília, por volta do meio dia do domingo, acompanhado da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR). Ele viajou até a capital federal em um jatinho particular. No evento, sentou ao lado de Manuela e do governador Flávio Dino (MA), ambos do PCdoB.

Denúncias. Em seu discurso, que durou cerca de 40 minutos, Lula voltou a desafiar os procuradores e o juiz federal Sergio Moro "a provar um real de sua vida que não seja legal". Para Lula, os investigadores inventaram mentiras sobre ele, e agora "não conseguem mais sair". "Se tem político com rabo preso por causa do que a [Operação] Lava Jato está fazendo, eu não tenho rabo para prender. Não estou acima da lei, só quero respeito", disse.

"Quando a polícia entra na casa de alguém, adora mostrar dinheiro, joia, mas quando entra na minha e dos meus quatro filhos, revira tudo, levanta colchão, e não encontra nada, esses sacanas deveriam ter coragem de chamar a imprensa e dizer que na casa do Lula não tinha nada", afirmou.

Ele disse não possuir os R$ 24 milhões que a Procuradoria da República pretende bloquear. Em pedido encaminhado à Justiça Federal, no âmbito da Operação Zelotes, na última quinta-feira, 16, os procuradores pediram para confiscar R$ 21,4 milhões em bens do petista e mais R$ 2,5 milhões de seu filho, Luiz Cláudio. "Já provei minha inocência, quero agora que eles provem. O cidadão deveria ter a decência de dizer onde tenho R$ 24 milhões", reclamou. (As informações do Estadão)

MOREIRA FRANCO, IMBASSAHY E BALDY PARTICIPAM DE ENCONTRO COM TEMER E MAIA

O deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO), escolhido como o novo ministro de Cidades (entenda), participa de reunião na tarde deste domingo entre o presidente Michel Temer e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O encontro acontece na residência oficial da Presidência da Câmara. Temer já tinha batido martelo sobre a nomeação de Baldy para Cidades durante reunião neste sábado (18) com Maia, no Palácio do Jaburu. O deputado goiano vai substituir o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que pediu demissão do posto na última segunda-feira (13), desencadeando a reforma ministerial.

Além de Baldy, os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) participam do encontro neste domingo na residência oficial da Câmara, em que se discute a reforma ministerial. Segundo auxiliares, Temer já decidiu trocar o atual titular da Secretaria de Governo, o deputado licenciado Antonio Imbassahy (PSDB-BA). O futuro dele, porém, ainda é incerto. O tucano pode ser realocado para o Ministério da Transparência ou Direitos Humanos. Como adiantou o Broadcast Político, a bancada do PMDB de Minas Gerais quer emplacar o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) como substituto de Imbasshy.

O nome foi levado a Temer na semana passada pelo 1º vice-presidente da Câmara e coordenador da bancada mineira, Fábio Ramalho (PMDB-MG). Além de Lopes, outro nome cotado para assumir a Secretaria de Governo é o ex-deputado João Henrique Sousa (PMDB-PI). Desde que Temer assumiu o governo, Sousa preside o Conselho Nacional do SESI. No governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Sousa foi ministro dos Transportes.

FILHO DE PM É MORTO A TIROS NA CIDADE BAIXA; CRINAÇA DE 5 ANOS TAMBÉM FICA FERIDA

O filho de um policial militar foi morto por volta das 12h deste domingo (19), na Rua Monteiro Lobato, na Vila Rui Barbosa, na região da Cidade Baixa, em Salvador. Segundo informações do jornal Correio, testemunhas relatam que a vítima, Andrei Otero, 20 anos, estava acompanhado de dois amigos quando foi abordado por homens armados. Uma criança de 5 anos também foi atingida.

"Estava em casa quando escutei os tiros, mas pensei que fossem bombas. Os amigos dele correram. Ele também tentou correr, mas não conseguiu. Ele ainda disse para os caras (bandidos): 'Pô, velho! Pra quê isso?'. Mas um dos caras disse para o outro que atirou: 'Dê logo na cabeça'. Moro aqui há anos e nunca tinha visto isso", contou uma testemunha, em entrevista ao Correio. Andrei morreu no local.

A avó do jovem lamentou a morte. "Ele é meu neto, mas eu não tenho o que dizer. Pode ser o que for, mas o sangue corre na veia. Agora acabou. Deus sabe o que faz", disse. Pessoas que viram o ataque afirmam que os suspeitos não esconderam o rosto e se aproximaram de carro. A criança que foi baleada na perna direita brincava na porta de casa. Ela foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE) e recebeu alta no final da tarde. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investigará o caso.

BAHIA PERDE PARA O SPORT E VÊ SONHO DE LIBERTADORES FICAR DISTANTE

O Bahia foi a Ilha do Retiro e perdeu por 1x0 para o Sport, segue somando pontos na briga contra o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro. Em partida válida pela 36ª rodada do brasileirão, neste domingo, a equipe tricolor praticou um futebol abaixo do que vinha apresentando nas últimas rodadas. O Sport não vencia uma partida no Brasileirão havia quase quatro meses.

O único gol da partida foi marcado por Marquinhos (ex-Vitória), após passe de André. Diego Souza, principal nome do Sport, não esteve em seu melhor jogo. Pelo lado do Bahia, a equipe entrou com o pensamento na vaga para a Libertadores e pouco produziu.

Com o resultado, o Bahia, fica com 49 pontos, desceu para a décima posição e vê o sonho de ir à Libertadores cada vez mais longe. O Tricolor tem pela frente Chapecoense e São Paulo. Já o Sport chegou à 39 pontos e igualou a Ponte Preta em número de pontos, mas o clube paulista ainda entra em campo nesta segunda. Com duas rodadas para o fim da competição, o Leão ocupa a 18ª colocação e enfrenta Fluminense e Corinthians.

VITÓRIA FICA NO EMPATE COM CRUZEIRO E PODE TERMINAR R RODADE NO Z4

Em partida fundamental na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Vitória recebeu o Cruzeiro neste domingo, no Barradão, mas perdeu grande chance de conquistar um triunfo. Diante de um adversário que apenas cumpre tabela na competição, o Rubro-negro até saiu na frente, mas ficou no empate por 1 a 1, resultado péssimo para as pretensões do Vitória no campeonato.

O Vitória se manteve na 16ª colocação com o empate, mas chegou apenas aos 40 pontos, podendo retornar à zona de rebaixamento caso a Ponte Preta vença o Fluminense em jogo marcado para esta segunda-feira. Já o Cruzeiro aparece momentaneamente na quarta colocação, com 56 pontos.

Ambas as equipes voltam a atuar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 17h(de Brasília). Na luta para escapar do perigo do rebaixamento, o Vitória visita a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em confronto direto na parte de baixo da tabela. Já o Cruzeiro, que apenas cumpre tabela, recebe o Vasco, no Mineirão.

MEGA-SENA ACUMULA E PRÓXIMO SORTEIO DEVE PAGAR R$ 50 MI

O concurso 1.989 da Mega-Sena, sorteado neste sábado (18), acumulou, pois ninguém acertou as seis dezenas. Para o próximo sorteio, o prêmio está estimado em R$ 50 milhões. Confira as dezenas sorteadas: 15-22-30-32-40-58. Entre os apostadores, 47 acertaram os cinco números da quina e levaram R$ 56.106,95 cada. Já a Quadra, que se se refere a quatro acertos, teve 3.280 apostas ganhadoras, que receberão R$ 1.148,53 cada.

Os prêmios inferiores a R$ 1.332,78 (valor bruto de R$ 1.903,98) são pagos em qualquer lotérica ou agência da Caixa. Acima desse valor, apenas as agências bancárias fazem o pagamento, sendo que quantidades iguais ou superiores a R$ 10 mil são pagas após dois dias da solicitação.

Saiba como é calculado o prêmio
O valor arrecadado com o concurso da Mega-Sena não é totalmente revertido em prêmio para o ganhador. Parte do montante é repassada ao governo federal para investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e esporte. Além disso, há despesas de custeio do concurso, Imposto de Renda e outros, que fazem com que o prêmio bruto corresponda a 46% da arrecadação.

Dessa porcentagem, 35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados (sena); 19% entre os acertadores de 5 números (quina); 19% entre os acertadores de 4 números (quadra); 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5; 5% ficam acumulado para a primeira faixa - sena - do último concurso do ano de final 0 ou 5.

Não havendo acertador em qualquer faixa, o valor acumula para o concurso seguinte, na respectiva faixa de premiação. Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Depois desse prazo, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES). (As informações da Agência Brasil)

EX-ASSESSOR GUARDAVA DINEHIRO EM CLOSET DA MÃE DE GEDDEL EM SALVADOR

O ex-assessor parlamentar do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Ribeiro Brandão, afirmou em depoimento à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República (PGR) que dinheiro em espécie era guardado em malas e caixas no closet da mãe do parlamentar e do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Segundo Job Brandão, a família "possuía muito dinheiro guardado no apartamento de Marluce Vieira Lima", em Salvador. A pedido de Geddel e de Lúcio, Job realizava a contagem de dinheiro quando as notas chegavam no apartamento em Salvador.

O dinheiro, segundo ele, ficava guardado no closet do quarto da mãe dos irmãos Vieira Lima, em caixas e malas até o início de 2016. Ele contou que quando o pai de Lúcio e Geddel morreu, no entanto, o dinheiro foi levado para outro lugar. O ex-assessor disse que não tinha conhecimento do local até a busca e apreensão feita em setembro deste ano na Operação Tesouro Perdido. Ele disse que nunca esteve no apartamento onde a Polícia Federal encontrou o equivalente a R$ 51 milhões em dinheiro vivo, mas pela foto "as caixas e uma das malas pretas se assemelham com as que costumavam ficar guardadas" no apartamento da mãe de Geddel e Lúcio.

Job Brandão tem intenção de fazer um acordo de colaboração premiada. Ele virou alvo da Tesouro Perdido após a PF identificar suas digitais em parte dos R$ 51 milhões encontrados. O ex-ministro e o deputado Lúcio Vieira Lima são investigados pelo crime de lavagem de dinheiro.

O ex-assessor afirmou em depoimento à PF ao qual o Estado teve acesso que só viajou uma vez a Brasília e que sequer esteve na capital do País para a posse no cargo, tendo feito isso por meio de procuração. Durante todo o período, segundo ele, "nunca trabalhou efetivamente como Secretário Parlamentar, mas tão somente trabalhava para a família Vieira Lima, prestando todo tipo de serviço no interesse da família".

Job Brandão disse aos investigadores que devolvia parte do salário à família. No início, segundo ele, o acerto era que ele ficasse com o correspondente a dois salários mínimos e meio, mais o auxílio alimentação que recebia como Secretário Parlamentar. Depois, no entanto, houve um aumento. Job contou que recebia R$ 3.780 do total de R$ 11.800 do cargo. A "sistemática" começou a ser aplicada com o motorista da família, que, segundo ele, também era secretário parlamentar. Quem controlava os pagamentos era uma terceira secretaria parlamentar que na verdade prestava serviços para a família.

Segundo o ex-assessor, ele chegou a ser chamado ao apartamento de Lúcio Vieira Lima para "contar dinheiro em espécie" e que já recebeu "diversas vezes" dinheiro vivo das mãos do irmão do marqueteiro João Santana, Elísio Santana, "ligado ao PMDB da Bahia". Ele afirmou que quando contava o dinheiro recebido de Santana normalmente chegava até a R$ 500 mil, em entregas entre 2010 e 2011.

Procurado pela Agência Estado, Marcelo Ferreira, advogado de Job Brandão, declarou que "tem uma especial preocupação com a segurança de Job e que tem por objetivo demonstrar que sua condição de vida é totalmente incompatível com a renda de um secretário parlamentar ... que é vítima da situação e que, além da liberdade de Job, pretende buscar, judicialmente, o ressarcimento dos valores de seu salário, que era obrigado a repassar à família Vieira Lima". A defesa de Geddel Vieira Lima e o deputado Lúcio Vieira Lima não atenderam contatos da reportagem até o momento. (As informações do Estadão)

COLÉGIO NA LAPINHA É LIBERADO APÓS INTERDIÇÃO CAUSADA POR DESABAMENTO

O prédio do Colégio Carneiro Ribeiro, localizado no bairro da Lapinha, em Salvador, foi liberado na manhã deste sábado, 18, após inspeção técnica realizada pela Defesa Civil (Codesal). A construção havia sido interditada após um casarão do mesmo quarteirão ter desabado, deixando três pessoas mortas em abril deste ano.

Segundo o diretor-geral da Defesa Civil, Sosthenes Macêdo, “a liberação da unidade escolar foi decidida após a constatação de que foram realizadas obras de isolamento e contenção solicitadas pela Codesal”.

Apesar disso, segundo o dirigente, foram impostas pelos engenheiros três restrições: a área administrativa do colégio deve permanecer interditada; o isolamento feito com chapas não deve ser ultrapassado e o acesso à unidade deve ser feito pelo portão superior, onde funciona um estacionamento.

O Portal A TARDE tentou contato com a Secretaria Estadual de Educação para saber a data de retorno das aulas, mas não obteve sucesso até a publicação desta reportagem.

Interdição em abril
O prédio foi interditado após os técnicos da Codesal constatarem que a parede lateral direita do casarão - colada ao colégio - corria o risco de desabar, tendo sido indicado o imediato escoramento de toda a estrutura, além de isolamento da área.

Em outra inspeção, realizada posteriormente, foi solicitada a substituição dos tapumes de compensado, já desgastados pela ação do tempo, por chapas metálicas e remontado andaime de escoramento. O casarão de número 106 já havia sido condenado em vistorias anteriores feitas em 2009 e 2011. (As informações do A Tarde)

EM BUSCA DE VAGA NA LIBERTADORES, BAHIA ENCARA O SPORT

Pela primeira vez na Série A de pontos corridos, o Bahia está disputando um campeonato diferente. Totalmente livre do risco de rebaixamento, o tricolor, 9º colocado com 49 pontos, está lutando por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Neste domingo (19), às 16h, contra o Sport, o time de Carpegiani fará a primeira de três decisões que terá nessa reta final para tentar conquistar o objetivo.

Vencer em Recife pode colocar a equipe em ótima condição na tabela, com possibilidade de terminar a rodada até na 6ª posição, caso Botafogo, Vasco e Flamengo não vençam seus jogos. “Agora a gente já está brigando num outro campeonato, Libertadores, e eu acho que temos grandes chances de conseguir essa vaga, se a gente fizer um bom jogo lá, em Recife. Tudo vai passar pelo jogo de domingo (hoje)”, acredita o meia Zé Rafael, um dos destaques do tricolor na Série A.

Ciente do desespero do adversário, que briga para fugir da zona de rebaixamento, Zé sabe que o confronto contra o Bahia está sendo tratado como jogo da vida para o Sport. “Para a equipe do Sport, é um último suspiro. Se perderem, vão estar praticamente rebaixados. É o jogo da vida deles. Assim como vai ser o nosso do outro lado, o jogo-chave para a gente buscar essa vaga para a Libertadores”.
PUBLICIDADE

Atualmente, os sete primeiros colocados se garantem na maior competição da América do Sul. Este grupo, hoje denominado de G7, pode se tornar G8 ou até G9, em caso de título do Grêmio, que está na final da Libertadores e/ou do Flamengo, semifinalista da Copa Sul-Americana. (As informações do Correio)

AÇÃO NO STF PODE PERMITIR QUE CONGRESSO INSTITUA O SEMIPRESIDENCIALISMO NO BRASIL

Uma ação que espera por julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) pode permitir que o Congresso Nacional instale o semipresidencialismo no Brasil. Na última terça-feira (14), o ministro Alexandre de Moraes pediu que fosse incluída na pauta de julgamentos ym mandado de segurança que questiona se o Congresso poderia mudar o sistema de governo mesmo depois de rejeição do parlamentarismo no plebiscito de 1993. A ação está na corte desde 1997, de autoria de partidos que questionaram a tentativa de aprovação de uma emenda constitucional que institui o sistema.

De acordo com a coluna Painel, da Folha, se o Supremo decidir que a possibilidade de emenda contraria a Constituição, qualquer iniciativa desse tipo deverá ser descartada. Se o tribunal entender o contrário, será aberta uma brecha para a articulação que o presidente Michel Temer tem discutido com seus aliados. O peemedebista já até conversou sobre o assunto com o ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes.

APOSTA PARA ELEIÇÕES, LUCIANO HUCK TERIA SUGERIDO QUE SE DECEPCIONOU COM AÉCIO

Uma das apostas para as eleições presidenciais de 2018, o apresentador Luciano Huck já tem uma resposta para quem ligá-lo ao senador Aécio Neves (PSDB-MG). De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, Huck seguirá a perspectiva da decepção. "Quem não tem pelo menos uns dez amigos com quem já se decepcionou ao longo de uma vida?", deverá dizer o apresentador global. Por outro lado, Huck tem dito a interlocutores que ainda pensa sobre sua candidatura e não há perspectiva para uma decisão até o mês que vem. De acordo com a publicação, se tivesse que definir hoje, Huck diz que não concorreria.

VITÓRIA TENTA SE FIRMAR NO BARRADÃO CONTRA O CRUZEIRO

A três rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Vitória precisa se afirmar no Barradão. Para conseguir isso, terá que fazer algo inédito nesta edição da competição: vencer dois jogos seguidos em casa. A oportunidade para quebrar o tabu é neste domingo (19), às 16h, contra o Cruzeiro.

Pior mandante da Série A, o Vitória venceu apenas três partidas no Barradão, contra Atlético-MG (2x0), Ponte Preta (3x1) e Palmeiras (3x1), na última partida dentro de casa do Leão, no dia 8 deste mês. Apesar da má campanha, o triunfo contra a equipe paulista reconquistou parte da confiança do torcedor. Na ocasião, o time deixou o gramado sob o coro de “o Barradão voltou”.

Vencer o Cruzeiro em casa é uma questão de sobrevivência. Em 16º lugar, com 39 pontos, o rubro-negro só depende dele mesmo para se manter fora da zona de rebaixamento. O ideal é vencer a equipe mineira por um placar folgado, já que o que diferencia o Leão da Ponte Preta é o saldo de gols (-8 contra -11). Adversária na luta contra a degola, a Macaca é a 16ª colocada com os mesmos 39 pontos, 10 triunfos, 9 empates e 16 derrotas. A Ponte, no entanto, só entra em campo na segunda-feira (20), às 16h, contra o Fluminense, no Maracanã.

Com 36 pontos, Sport e Avaí ocupam a 18ª e 19ª colocações, respectivamente, e têm chance de encostar no Vitória caso o time baiano tropece contra o Cruzeiro. Para ultrapassar o Leão, no entanto, precisariam vencer por placares elásticos já que têm saldo de gols muito negativos (Sport -15 e Avaí -21). A equipe pernambucana enfrenta o Bahia, neste domingo (19), às 16h, na Ilha do Retiro. A catarinense só entra em campo na segunda-feira (20), às 19h, contra o Palmeiras, na Ressacada, em jogo que encerra a 36ª rodada.

No primeiro turno, Vitória e Cruzeiro apenas empataram por 0x0, no Mineirão. Com 55 pontos, o adversário deste domingo (19) é o 5º colocado do Brasileiro e tem a segunda melhor campanha do returno, com 28 pontos em 16 jogos e 58,33% de aproveitamento. Os números assustam menos levando em consideração que o time com melhor campanha do segundo turno é o Palmeiras, derrotado pelo Vitória no último confronto no Barradão.

BAIXA E REFORÇOS
Contra o Cruzeiro, o Vitória não terá o lateral-direito Caíque Sá, que está suspenso. O técnico Vagner Mancini não adiantou o time, mas a tendência é que Patric, utilizado no meio-campo na rodada passada, seja escalado em sua posição de origem dessa vez.

O Leão terá dois reforços. O zagueiro Kanu e o volante Fillipe Soutto retornam ao time após cumprirem suspensão. Com isso, Ramon deve ficar como opção no banco de reservas, assim como o atacante Kieza, que voltou a ser relacionado após se recuperar de lesão. Como Patric será deslocado para a direita, Soutto completará o meio-campo ao lado de José Welison, Uillian Correia e Yago. (As informações do Correio)

TRÂNSITO SERÁ MODOFICADO NO RIO VERMELHO A PARTIR DESTA SEGUNDA; VEJA O QUE MUDA

O trânsito será modificado de maneira permanente em uma via do Rio Vermelho. A partir desta segunda-feira (20), a Rua Macaúbas deixará de ser mão dupla, passando a ter sentido único. Os veículos que seguirem da Rua Osvaldo Cruz para a Rua Macaúbas terão como opção de saída a Rua Frederico Edelweis. De acordo com a Transalvador, a mudança se deu após abaixo-assinado feito pelos moradores, que reivindicaram espaço para estacionamento na rua. Por outro lado, a alteração deverá diminuir o congestionamento da Rua Osvaldo Cruz em horários de pico. Isso porque muitos veículos que saíam da Rua Macaúbas cruzavam a via principal para fazer o retorno na Rua Dr. Antonio Queiroz Muniz, ao lado do McDonald's,mas como as duas vias são muito próximas, a conversão era prejudicial ao trânsito na rua principal. (As informações do BN)

sábado, 18 de novembro de 2017

REFORMA MINISTERIAL DEVE AJUDAR GOVERNO NA PREVIDÊNCIA, DIZ MEIRELLES

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira (17) que a reforma ministerial deve ajudar o governo a garantir votos para a reforma da Previdência. "Acho que sim, deve facilitar sim a aprovação." Perguntado se a reforma da ministerial pode ser uma "carta na manga" do governo para garantir a aprovação da Previdência, Meirelles disse que "pode ser". Ele ressaltou não saber a extensão das mudanças, mas que é importante que os ministros que permanecerem em suas pastas fiquem comprometidos com suas atividades. Meirelles destacou aos jornalistas que tem dito a líderes da oposição que é melhor aprovar o texto da Previdência agora e não deixar a reforma para o próximo governo.

O ministro disse que é prematuro falar de estimativas para a votação do texto e disse que, na votação da medida que fixa um teto para os gastos públicos no ano passado, as simulações do resultado se provaram erradas. "Não necessariamente o parlamentar vai declarar aquilo que ele vai votar." Questionando se, na reforma ministerial, ministros que pretender disputar as eleições de 2018 devem já deixar os cargos, Meirelles ressaltou que o importante é que os titulares das pastas que já se decidiram devem sair. "Alguns ministros, como é meu caso, segundo definição do presidente (Michel Temer), é importante que fiquem. Estamos recuperando a economia brasileira." Para Meirelles, o importante é que quem ficar no governo fique com foco 100% em sua atividade.

"No meu caso, é colocar o Brasil na rota do crescimento sustentado, criar empregos. Esta é minha prioridade." Meirelles voltou a ser questionado sobre suas intenções de candidatura e afirmou que quando chegar a hora "vai tomar a decisão adequada". "O interesse de todos hoje é o crescimento da economia, do emprego." Se tivesse que tomar a decisão agora sobre a candidatura, ele optaria por não concorrer, segundo ele, por causa de seu foco 100% no Ministério da Fazenda. (As informações do Estadão)

EDUARDO CUNHA INSISTE PARA FICAR EM BRASÍLIA E JUSTIÇA VOLTA A NEGAR

O ex-deputado Eduardo Cunha, condenado a 15 anos e 4 meses na Lava Jato, viu mais um de seus pedidos para permanecer preso na capital federal negado, desta vez, pelo juiz federal substituto da 10ª Vara, Ricardo Augusto Soares Leite, nesta sexta-feira, 17. Ele está preso desde 15 setembro no Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil, em Brasília.

A transferência para a capital federal foi autorizada pelo juiz Sérgio Moro para que Cunha fosse interrogado na ação penal da operação Sépsis. O ex-deputado é réu na ação penal por desvios na Caixa Econômica Federal. O retorno à Curitiba está previsto para a próxima segunda-feira, 20.

Desde que chegou a Brasília, Cunha impetrou diversos recursos para permanecer definitivamente na capital federal. No entanto, os pedidos foram negados tanto pelo juiz federal Sérgio Moro quanto por Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal em Brasília. Por meio de seu advogado Délio Lins e Silva Júnior, o peemedebista insistiu, mais uma vez, para ficar em Brasília e, agora, teve o pedido negado pelo juiz substituto da 10ª Vara Ricardo Soares Leite.

"A defesa de Eduardo Cunha doravante denominado de requerente, requer a audiência de custódia, bem como a permanência do ora requerente em unidade prisional do Distrito Federal até sua realização, a fim de facilitar seu comparecimento pessoal ao referido ato processual sem o acréscimo indevido de custos ao Estado", narra o magistrado. O MPF não se opôs ao pleito da defesa de Cunha. O juiz Ricardo Soares Leite, no entanto, diz entender que "as razões invocadas não são aptas a justificar a permanência do custodiado na unidade prisional do Distrito Federal".

"Isto porque a transferência do requerente já foi determinada pela 13ª Vara Federal do Paraná. Há então que se obter uma liminar oriunda de Tribunais Regionais ou Tribunais Superiores que obstem esta determinação judicial. Em seguida, entendo que não há necessidade de realizar audiência de custódia neste juízo, uma vez que não será possível a concretização de qualquer medida cautelar diversa da prisão, conforme previsão expressa pelo artigo 319 do Código de Processo Penal. Há outros decretos prisionais expedidos em desfavor do requerente, de modo que não se aplica o artigo 13 da Resolução n. 213/2015 do Conselho Nacional de Justiça, até porque não haverá qualquer utilidade prática na realização deste ato", anotou o magistrado.

Inicialmente, o peemedebista ficaria por apenas 9 dias em Brasília, mas o magistrado da 10.ª Vara acolheu recurso de sua defesa para que ele permanecesse preso no Distrito Federal até que os termos de colaboração do doleiro Lúcio Funaro, réu ao lado do ex-parlamentar, fossem compartilhados pelo Supremo Tribunal Federal. A demora para a chegada do material à Justiça Federal de Brasília gerou sucessivos adiamentos da volta de Cunha a Curitiba.

Finalmente, no dia 7 de novembro, Cunha prestou depoimento. Ele negou ao juízo irregularidades na Caixa Econômica, e partiu para o ataque contra seus delatores. O peemedebista negou ter recebido dinheiro de Joesley para a suposta compra de seu silêncio e ainda afirmou que o doleiro Lúcio Funaro "nunca teve acesso" ao presidente Michel Temer. "Esses três que ele cita, ele nunca teve. Na minha frente ele nunca cumprimentou o Michel Temer".

Uma semana antes, o peemedebista ficou frente a frente com seu delator, em depoimento prestado por Funaro à 10ª Vara. Por videoconferência, também assistiu ao depoimento de outro colaborador, o ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto. As declarações ainda foram acompanhadas por outro ex-presidente da Câmara peemedebista, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Em audiência no dia 6 de novembro, o juiz Vallisney deferiu a juntada da delação de Funaro aos autos do processo contra Cunha e deu 12 dias para a Procuradoria e as defesas apresentarem suas alegações finais.

"Considerando o pedido da Defesa, da necessidade de facilitar imediatos encontros com o réu para os fins pedidos de diligências e atos preparatórios das alegações finais, considerando ainda a necessidade de preparação operacional do transporte aéreo pela Polícia Federal, Determino o retorno do acusado Eduardo Cunsentino da Cunha, à Subseção Judiciária de Curitiba/PR, em caráter definitivo, a partir de 20/11/2017 até 24/11/2017, a ser providenciado pela Polícia Federal (SR/PF/DF)", anotou o magistrado. (As informações do Estadão)

POLICIA MATA QUATRO SUSPEITOS DURANTE CONFRONTO EM SÃO CRISTÓVÃO

Quatro homens, ainda não identificados, morreram em confronto com policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Tático (Rondesp Atlântico), na noite desta sexta-feira (17), no bairro de São Cristovão, em Salvador.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que equipes da Rondesp faziam ronda pela região quando receberam a informação de que grupos rivais preparavam-se para iniciar um confronto pela disputa do tráfico de drogas entre as localidades Iolanda Pires e o Planeta dos Macacos.

"Durante a progressão nas referidas localidades as equipes policiais se depararam com um grupo composto por diversos criminosos que, ao avistarem os policiais, efetuaram disparos contra os militares, que revidaram à agressão. Do confronto restaram feridos quatro integrantes do bando, que foram socorridos para o Hospital Menandro de Farias, onde foram constatados os óbitos", afirmou a PM, em nota.

A PM, que informou ter registrado a ocorrência na Corregedoria da Polícia Militar, destaca que foram localizados e apreendidos com os homens quatro armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e três pistolas, sendo duas de calibre restrito 9mm, além de drogas fracionadas para comercialização, maconha, crack e cocaína.

Os corpos dos homens foram levados para o Instituto Médico Legal mas até o fechamento dessa reportagem não haviam sido identificados. (As informações do Correio)

JOB BRANDÃO DIZ À PF QUE DESTRUIU PROVAS A MANDO DE LÚCIO E GEDDEL

O ex-assessor do deputado federal Lúcio Vieira Lima, Job Brandão, disse em depoimento à Polícia Federal que destruiu, a mando de Lúcio e do irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, provas que poderiam revelar supostos crimes dos dois. De acordo com reportagem do Jornal da Globo, Job deu fim a anotações, agendas e documentos que poderiam comprometer os peemedebistas. Ele relatou também que a secretária Milene Pena e a mulher de Lúcio, Patrícia, participaram da operação de descarte de documentos. Job foi preso em setembro, em uma operação da Polícia Federal que encontrou R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador, usado, de acordo com as investigações, para esconder dinheiro de Geddel.

Quase um mês depois, ele foi liberado e cumpre prisão domiciliar com monitoramento eletrônico. Ainda segundo a reportagem, o ex—assessor pediu nesta sexta-feira (17) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a revogação da prisão domiciliar e também do uso de tornozeleira eletrônica. No pedido, ele diz que “manifestou espontaneamente o desejo de colaborar com as investigações”, indicando que pode fechar um acordo de delação premiada. Job já mantém negociações com a Procuradoria-Geral da República (PGR) para selar a colaboração.

IPHONE X SERÁ LANÇADO NO BRASIL EM 8 DE DEZEMBRO

O iPhone X chega ao Brasil em 8 de dezembro, uma sexta-feira, segundo confirmou a Apple. Os preços são bastante salgados: a versão de 64 GB sai por R$ 6.999 e a de 256 GB fica por R$ 7.799. Interessados poderão adquirir o aparelho na pré-venda, que vai começar no dia 1º no varejo. Pagamento à vista dá direito a 10% de desconto. As cores oferecidas são cinza-espacial e prateado.

O hardware do telefone é similar ao iPhone 8, com processador hexa-core Apple A11 Bionic. A tela é OLED - pela primeira vez na história do iPhone -, com 5,8 polegadas. A maior parte das bordas foi removida, já que a empresa substituiu o sensor de impressões digitais pelo reconhecimento facial do Face ID. O telefone tem câmera dupla traseira.

Ficha técnica: iPhone X
Tela: 5,8 polegadas OLED
Sistema Operacional: iOS 11
Processador: Apple A11 Bionic
Memória: 64 / 256 GB de armazenamento;
memória RAM não especificada
Câmeras: 12 MP dupla (principal) e 7 MP (frontal)

ASSESSOR DE IRMÃO DE GEDDEL TENTA DELAÇÃO SOBRE BUKER DE R$ 51 MI

O ex-assessor parlamentar do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Ribeiro Brandão, buscou a Polícia Federal e a Procuradoria-Geral da República (PGR) para fazer um acordo de colaboração premiada e já prestou depoimento à PF na última terça-feira, 14. A reportagem apurou que Job, no depoimento, explicou qual era sua participação nos desvios que seriam praticados pelo deputado e seu irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima.

O depoimento de Job foi tomado pelo delegado da operação Cui Bono?, Marlon Cajado, e pelo procurador do grupo de trabalho da Lava Jato na PGR, Hebert Mesquita, na Superintendência da Polícia Federal, em Salvador. Atualmente, o ex-assessor está em prisão domiciliar.

Job Brandão virou alvo da Operação Tesouro Perdido no momento em que a PF identificou suas digitais em parte dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento em Salvador, a 1,2 km da residência de Geddel Vieira Lima. O ex-ministro e o deputado Lúcio Vieira Lima são investigados pelo crime de lavagem de dinheiro.

Em documento protocolado nesta sexta, 17, no Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado Marcelo Ferreira de Souza, que representa Job, informou ao ministro Edson Fachin o interesse do ex-assessor em assinar um acordo de colaboração premiada.

"A partir do depoimento de Job Ribeiro Brandão, prestado no dia 14/11/2017, na sede da Polícia Federal em Salvador, verifica-se com clareza solar que o requerente não pretende se furtar à aplicação da lei penal, ao contrário, manifestou, espontaneamente, o desejo de colaborar com as investigações", diz a petição.

Job já havia protocolado uma petição no STF na qual afirmava que devolvia aos parlamentares a maior parte de seu salário de servidor público, na faixa de 80%, em uma proporção equivalente a R$ 8 mil. Procurados, Geddel e o deputado Lúcio Vieira Lima não foram localizados até a publicação da reportagem.

A reportagem apurou que a defesa de Job mira três objetivos. O primeiro deles, a redução da fiança estipulada para sua soltura, já foi alcançado. O segundo seria derrubar o mandado de prisão expedido contra ele e a terceira é o ressarcimento dos valores que, segundo Job, eram devolvidos ao deputado e seu familiares. Para alcançar o terceiro objetivo, o ex-assessor deve indicar pessoas com conhecimento sobre a devolução de cerca de 80% do salário ao deputado.

Na petição encaminhada ao STF, o advogado de Job apontou que seu cliente é "primário de bons antecedentes, tem residência fixa na cidade de Salvador, tudo a demonstrar que não há risco para a ordem pública ou inconveniente para a investigação ou persecução penal com sua soltura."

Por esses argumento, o advogado Marcelo Ferreira solicitou a revogação da prisão domiciliar e da monitoração eletrônica "com a consequente notificação da autoridade policial e/ou Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia para que promova as medidas necessárias à retirada do equipamento." (As informações do Estadão)

JUSTIÇA DO DF CONDENA RENAN CALHEIROS A PERDER O MANDATO E DIREITOS POLÍTICOS

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi condenado pela Justiça do Distrito Federal a perder o mandato e os direitos políticos por oito anos pelo crime de improbidade administrativa. No processo, Renan é acusado de enriquecimento ilícito e recebimento de vantagens indevidas no caso do pagamento de pensão a uma filha que teve fora do casamento. O senador pode recorrer da decisão, do juiz Waldemar Carvalho da 14ª Vara Federal, sem deixar o cargo.

O caso pelo qual Renan foi condenado gerou um escândalo em 2007, quando a jornalista Mônica Veloso, com quem ele tinha a filha fruto do relacionamento extraconjugal, denunciou que o parlamentar pagava a pensão da criança com dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior. Na época, o peemedebista era presidente do Senado. Em nota, Renan disse não conhecer a decisão, que está sob segredo de Justiça, mas que, se for confirmada, vai recorrer com serenidade.

Além desta condenação, o senador responde a outros 11 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). Oito deles são relacionados à Operação Lava Jato, enquanto um é no âmbito da Operação Zelotes, outro por fraudes na da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, e outro sobre movimentação financeira suspeita.

PMDB ENTRA NA DISPUTA E REINVINDICA INDICAR NOME PARA COMANDAR MINISTÉRIO DAS CIDADES

A disputa pelo comando do Ministério das Cidades tem se intensificado na base aliada do presidente Michel Temer. De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, agora foi o PMDB que entrou no páreo. O líder do partido na Câmara, Baleia Rossi, reivindica ter a prerrogativa de indicar o nome que substituirá o tucano Bruno Araújo.

“Se você olhar para a Esplanada, não há como não vir para o PMDB. Existe uma expectativa da bancada pela importância e capilaridade e pelo PMDB não ter nenhum ministério de ponta”, afirma ele. Além do orçamento de R$ 15,4 bilhões, a pasta é disputada também porque comanda programas de impacto nas bases eleitorais, como moradia. Apesar da reivindicação, o líder peemedebista pondera que a solução não pode gerar transtornos. “Não dá para a base brigar”, diz ele.

O ministério também é cobiçado por PP, DEM e PSD. Ainda neste cenário de escolha do novo ministro, o deputado Alexandre Baldy (GO), atualmente sem partido ingressou na lista de nomes cogitados para assumir o Ministério das Cidades. Segundo a publicação, ele avalia se filiar ao PMDB ou ao PP. O parlamentar é considerado pelo partido de Temer como um bom quadro porque tem perfil discreto e agregador e, com isso, consegue ter trânsito em todos os partidos da base.

BRASILEIRO VENCE CONCURSO INTERNACIONAL DE FOTOGRAFIA DA NATUREZA

Um tamanduá-bandeira ‘jantando’ cupins bioluminescentes durante a noite, no Parque Nacional das Emas (GO), foi a foto vencedora da categoria “Animais em seus ambientes” do Wildlife Photographer of the Year 2017, um dos principais concursos mundiais de fotografia de natureza. O autor do registro foi o brasiliense Marcio Cabral. O anúncio foi realizado em 18/10, no Museu de História Natural de Londres, organizador da competição.

Amante da natureza e geógrafo por formação, Cabral visitou o parque durante cerca de três anos à espera das condições adequadas para fazer a foto. Depois de alguns dias de chuva, um tamanduá atacou o cupinzeiro por tempo suficiente para que o profissional fizesse uma única imagem de longa exposição.

"Gosto de natureza, de paisagens, imagens panorâmicas, em 360°. Com o avanço da tecnologia, os registros ficam cada vez mais realistas, praticamente realidade virtual”, afirma o fotógrafo. Antes da atual conquista, a mesma fotografia, batizada de “The Night Raider”, já havia faturado outros quatro concursos internacionais.

No ano passado, uma foto do geógrafo foi eleita pelo Guinness World Record como a maior foto panorâmica subaquática do mundo. O registro, no rio Sucuri, em Bonito (MS), é de fevereiro de 2015 e tem 495 megapixels. “A fotografia digital exige atualização e estudo constante do profissional, porque, do contrário, o fotógrafo fica para trás”, comenta.

Chapada
Em conversa com o CORREIO Sustentabilidade, por telefone, Cabral relembra que esteve na Bahia em 2009, quando fotografou paisagens de Salvador como a Baía de Todos os Santos, Igreja de São Francisco, no Pelourinho, e o Farol da Barra. Mas foi a Chapada Diamantina que encantou mais o premiado fotógrafo, cujo trabalho já foi publicado em várias revistas de turismo e livros.

“No ano que vem devo voltar a Chapada Diamantina, provavelmente entre abril e maio, onde devo ficar pelo menos um mês para tirar fotos em nível de concurso. Para participar de competições em nível internacional é preciso evitar clichês e apresentar algo inovador, por isso, pretendo dormir em cima dos morros por alguns dias, aproveitar horários que os turistas não estão. Tem de ser algo bem hard”, projeta o fotógrafo.

Na opinião de Cabral, entre os lugares da Bahia considerados muito bons para fotografar estão: Itacaré, Morro de São Paulo, Boipeba, Barra Grande, Chapada Diamantina, Correntina, Bom Jesus da Lapa e São Desidério. “Abrolhos é um lugar muito interessante que ainda não fui”, conta.
Sobre os planos para o futuro, Marcio Cabral diz que pretende retornar, ainda neste ano, ao Parque das Emas, além de também visitar a cidade de Bonito (MS). Para 2018 ele mira a Patagônia, na Argentina. E é claro: as cachoeiras, morros e grutas da Chapada Diamantina. (As informações do Correio)

MAIS UM PM SUSPEITO DE ENVOLVIMENTO EM MORTE DE ATLETA É PRESO

O soldado da Polícia Militar Alexsandro de Souza Cerqueira foi preso suspeito de envolvimento na morte do atleta de basquete Edinei Moreira Bahia, 30, no último dia 5, no Rio Vermelho, em Salvador. Ele é o segundo PM detido no caso. O outro policial, Frederico Santos Costa, já está preso. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta sexta-feira, 17.

Ele se apresentou no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na quinta, 16, acompanhado de um advogado e teve o mandado de prisão temporária cumprido. Conforme a polícia, o soldado é apontado como um dos responsáveis pelos tiros que mataram Edinei e deixaram outras duas pessoas feridas.

Durante depoimento, Alexsandro disse que deu tiros para o alto como forma de defesa, já que Ednei e seus amigos o teriam ameaçado. O desentendimento teria ocorrido em uma boate, próximo ao Largo de Santana. Mas o crime foi praticado do lado de fora, logo após Edinei e os amigos saírem do espaço.

Uma pistola calibre 380, que pertence ao militar, foi apreendida e encaminhada para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será submetida ao Sistema de Identificação Balística (Ibis), que é capaz de revelar de qual arma pertence o projétil encontrado no corpo do jogador. O policial passou por exames médicos no DPT e foi encaminhado para a Corregedoria da Polícia Militar. (As informações do A Tarde)

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

JUSTIÇA FEDERAL DETERMINA NOVA PRISÃO DO EMPRESÁRIO JACOB BARATA FILHO

A juíza substituta da 7ª Vara Federal Criminal, Caroline Vieira Figueiredo, aceitou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro de restabelecimento da prisão preventiva do empresário Jacob Barata Filho. A decisão considerou descumprimento de medidas cautelares determinadas, em agosto, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes para permitir a saída do empresário da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio, e cumprir prisão domiciliar. Barata Filho tinha sido preso no âmbito da Operação Ponto Final, a 12ª fase da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro.

Os procuradores José Augusto Vagos, Leonardo Cardoso de Freitas, Eduardo El Hage, Rodrigo Timóteo, Sérgio Pinel, Rafael Baretto, Marisa Ferrari, Fabiana Schneider e Felipe Bogado, autores do pedido, informaram que, durante a Operação Cadeia Velha, deflagrada na terça-feira (14) – que resultou em nova prisão do empresário – foram achados na casa dele documentos que comprovam o descumprimento das medidas cautelares impostas no habeas corpusconcedido em agosto.

Entre as medidas cautelares estão o comparecimento periódico em juízo, a proibição de manter contato com outros investigados e de deixar o país. Além disso, Barata Filho deveria se afastar de cargos na administração de sociedades e associações ligadas ao transporte coletivo de passageiros.

De acordo com o MPF, os documentos apreendidos demonstram que Barata Filho permanece na gestão das empresas de transporte do Grupo Guanabara. Os procuradores apontaram que, entre os documentos, há relatórios de gestão das empresas, e-mails com solicitação de autorização de pagamento e anotações pessoais com uma proposta de reformulação do Conselho da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor).

“Para além de meros informativos sobre a situação financeira de suas inúmeras empresas, os documentos demonstram a ingerência de Jacob Barata Filho em questões da administração cotidiana das pessoas jurídicas, como controle sobre os números de suas frotas, quantidade de empregados, projetos para expansão de monitoração das frotas, ordens de pagamentos de despesas e participação em novas licitações, além da reestruturação administrativa da Fetranspor, com mudanças na composição de seu conselho e implantação de programa de compliance [conjunto de diretrizes para garantir o cumprimento de leis e normas]”, destacaram.

Para os procuradores, esse cenário, em conjunto com as “robustas provas” colhidas na terça-feira, “permite concluir que o empresário não se desligou de suas funções na administração das empresas de transportes coletivos e continua exercendo tais atividades, em absoluto descumprimento da medida cautelar imposta pelo Supremo Tribunal Federal em substituição à prisão preventiva decretada nestes autos”.

Segundo o MPF, a Operação Ponto Final identificou uma organização criminosa que atua no setor de transportes do Rio, responsável pelo pagamento de mais de R$ 260 milhões a políticos e agentes públicos. Na ocasião, foram presos também o ex-presidente da Fetranspor Lélis Teixeira e o ex-presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro) Rogério Onofre.

O MPF informou ainda que até agora já foram oferecidas à Justiça duas denúncias. Uma indica a existência de caixa 2 na Fetranspor, que seria abastecido regularmente com repasses das empresas de ônibus para custear o pagamento de propina a agentes públicos. A segunda aponta que o ex-governador do Rio Sérgio Cabral teria recebido repasses mensais do caixa 2 da federação e teria sido beneficiado com R$ 144,7 milhões no esquema.

Além disso, o MPF apontou que o aprofundamento das investigações revelou o envolvimento ainda do presidente da Alerj, Jorge Picciani, do deputado estadual e ex-presidente da casa Paulo Melo e do segundo vice-presidente do Legislativo fluminense, Edson Albertassi. Para o Ministério Público Federal, essa organização criminosa “vem adotando práticas financeiras clandestinas e sofisticadas para ocultar o produto da corrupção”.

A Operação Cadeia Velha investiga repasses de recursos da Fetranspor para uma conta de Cabral e a partilha do dinheiro com Picciani e Melo, além de doações da construtora Odebrecht a políticos, depois declaradas em acordos de colaboração já homologados.

A defesa de Jacob Barata Filho, que está preso por causa da Operação Cadeia Velha, contestou a nova prisão do empresário e a considerou ilegal, porque as cautelares não foram descumpridas pelo empresário. “Não há qualquer fato novo entre a soltura dele e o presente momento que justifique qualquer nova medida em seu desfavor. Existe uma sequência de ilegalidades por parte do Ministério Público Federal, que busca fazer uma interpretação indevida e extensiva de um acórdão de uma ordem colegiada do Supremo Tribunal Federal”, destacou a defesa, ao acrescentar que “lamenta profundamente que a única forma encontrada pelo MPF para processar alguém criminalmente seja através da privação antecipada e indevida da liberdade”. (As informações da Agência Brasil)

CONCURSO PARA PROFESSOR E CONTADOR ABRE INSCRIÇÃO NESTA SEXTA

Começa nesta sexta-feira, 17, a inscrição do concurso para professor e coordenador pedagógico da rede estadual. O cadastro pode ser feito no site da Fundação Carlos Chagas (FCC) até o dia 12 de dezembro. O valor da taxa é de R$ 100 para os dois cargos. Ao total, são 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para cordenadores pedagógicos. O concurso contará com três etapas: provas objetiva, discursiva e de títulos.

Remuneração
Para o cargo de Professor Padrão P – a remuneração é de R$ 2.814,28 com a gratificação. O cargo de Coordenador Pedagógico Padrão P tem salário de R$ 2.890,87.

Áreas de atuação
Para o cargo de professor serão ofertadas vagas nas áreas de Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia, sendo exigida formação específica e diploma concedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Para coordenador pedagógico é exigida formação em Pedagogia, também com reconhecimento do MEC. Em todos os casos, a carga horária semanal é de 40 horas.

As provas serão aplicadas nas cidades de Salvador, Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista, conforme opção escolhida pelo candidato no momento da inscrição. (As informações do A Tarde)

MAIS DE 54 MIL BAIANOS PODEM SACAR O PIS A PARTIR DE HOJE; SAIBA COMO

Os 54.527 aposentados baianos podem sacar o valor das contas do PIS-Pasep na Caixa Econômica Federal (CEF) a partir desta sexta-feira (17). De acordo com a CEF, serão pagos R$ 73.098.462,45 aos baianos pelo benefício. Em todo país, mais de 1,2 milhão de brasileiros terão direito ao saque das cotas a partir desse mês. O valor total disponível para saque nessa etapa ultrapassa R$ 1,7 bilhão e equivale a 16% do total disponibilizado pela medida.

O depósito do valor começou a ser creditado na terça-feira (14), para os correntistas do Banco do Brasil (BB) e da Caixa. O saque pode ser realizado em qualquer agência da Caixa. Esta é a segunda etapa de pagamento do benefício. Em 14 de dezembro, a retirada será liberada para homens a partir de 65 anos e para mulheres a partir de 62 anos. Não há data limite para os saques. Os herdeiros de cotistas falecidos podem sacar o dinheiro a qualquer momento.

Tem direito ao saque do PIS o trabalhador cadastrado no Fundo do PIS/Pasep entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e que ainda não sacou o saldo total de cotas na conta individual de participação. Não há data limite para o saque.

Teste Rubicon
De acordo com a Medida Provisória 797/2017, mulheres a partir de 62 anos e homens a partir de 65 anos tem direito ao saque de cotas do PIS.

Onde receber o pagamento?
Os pagamentos de cotas até R$ 1,5 mil podem ser realizadas nos terminais de autoatendimento da Caixa, apenas com a Senha Cidadão. Já na Casas Lotéricas é preciso apresentar Cartão Cidadão e senha. No Caixa Aqui, é necessário apresentar um documento oficial de identificação com foto.

Os saques de valores até R$ 3 mil podem ser feitos com Cartão do Cidadão e Senha Cidadão no autoatendimento, Lotéricas e Caixa Aqui, com documento de identificação oficial com foto. Já os valores acima de R$ 3 mil devem ser sacados nas agências, a partir da apresentação de um documento oficial com foto. É possível consultar no site da Caixa para saber o lugar mais adequado para realizar o saque.

Onde consultar o PIS?
O trabalhador pode consultar o PIS no canal exclusivo da cota, que informa o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento. Clique aqui. Também dá para fazer a consulta no app Caixa Trabalhador, a partir do CPF ou NIS e data de nascimento. Outras opções de atendimento aos trabalhadores são os terminais de Autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão, ou o internet banking para correntistas da Caixa, na opção Serviços ao Cidadão, além do Serviço de Atendimento ao Cliente pelo 0800 726 0207. (As informações do Correio)

PREFEITURA CONTRATA EMPRESA ESPANHOLA PARA MONITORAR HOTÉIS E PONTOS TURÍSTICOS

Avaliações e comentários sobre hotéis e pontos turísticos da capital baiana feitos em plataformas digitais serão monitorados pela prefeitura por meio da ReviewPro. A iniciativa, tomada nesta sexta-feira (17), integra o Plano Estratégico para o Turismo, que tem como foco o marketing digital. Serão investidos R$ 410 mil por ano para o monitoramento, inédito entre as cidades brasileiras.

"A procura de informações turísticas através da internet já é uma realidade, e o marketing digital, com monitoramento eficaz, tem feito cidades de Portugal e da França se destacarem mundialmente", justificou o prefeito ACM Neto, que está em missão na Europa acompanhado do secretário de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco. A empresa espanhola deverá monitorar 30 atrativos e 80 hoteis, entre os quais a Casa do Rio Vermelho; os fortes Santa Maria e São Diogo, a Casa do Benin, a Casa da Barroquinha e o Teatro Gregório de Matos; o Elevador Lacerda e o Farol da Barra.

A ReviewPro consegue monitorar avaliação de itens como localização, gastronomia, recepção, limpeza, serviço, valores, banheiro, lazer e tecnologia - 120 itens ao todo. Cada um é quantificado pelo número de menções positivas e negativas expressadas pelos visitantes nas resenhas. (As informações do BN)

PASSAGEIRA DE VOO PARA LISBOA É FLAGRADA COM 1,5 KG DE COCAÍNA ESCONDIDOS EM MALAS

Uma passageira foi presa com 1,5 quilos de cocaína escondidos em uma mala de viagem. O flagrante foi feito pela Polícia Federal nesta quinta-feira (16), no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador. A mulher presa tem 48 anos e é natural de Roraima. De acordo com a assessoria de comunicação da PF, um aparelho de raio-x detectou a substância escondida no fundo falso da mala, durante procedimento padrão de migração do voo TP22, da TAP, que saía de Salvador para Lisboa, em Portugal. Os policiais cortaram parte do forro da mala e encontraram um saco plástico com cocaína pura, além de 990 dólares em espécie. A passageira responderá por tráfico internacional de entorpecentes e está sob custódia. A droga está em depósito, aguardando autorização judicial para que seja destruída. (As informações do BN)

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

ALERJ DEVE ANALISAR SÓ AMANHÃ ORDEM DE PRISÃO DE PICCIANI, MELO E ALBERTASSI

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) deve analisar apenas a partir de sexta-feira, 17, a ordem de prisão dos deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB, autorizada nesta quinta-feira, 16, pela Justiça Federal. Até as 17h15 as ordens de prisão não haviam sido comunicadas pela Justiça à Alerj.

Com a ausência de Picciani, que se entregou à Polícia Federal, a sessão extraordinária para manter ou derrubar as ordens de prisão dos deputados será presidida por André Ceciliano (PT), segundo vice-presidente. O primeiro vice-presidente é Wagner Montes (PRB), que continua comparecendo às sessões mas declinou da função de vice por problemas médicos. Ceciliano está em São Paulo e deve chegar ao Rio às 18h desta quinta-feira. Segundo a assessoria da Alerj, ele irá à Casa em seguida.

As prisões serão analisadas inicialmente pela Comissão de Constituição e Justiça, que deve emitir um parecer a ser lido em plenário, já durante a sessão extraordinária. O presidente da CCJ é Edson Albertassi, que também foi alvo da ordem de prisão. O primeiro vice-presidente é Chiquinho da Mangueira (Podemos). A comissão tem sete titulares. Para ser aberta, a sessão precisa da presença de 36 deputados, mesmo número necessário para aprovar qualquer decisão sobre as ordens judiciais. (As informações do Estadão)

VITÓRIA ENCARA A CHAPECOENSE, HOJE, PARA SE MANTER LONGE DA ZONA

O Campeonato Brasileiro está na reta final e vacilo é uma palavra que precisa ser apagada do dicionário do Vitória. Nesta quinta-feira (16), o Leão pode dar mais um importante passo para a sua permanência na primeira divisão. Às 19h (horário da Bahia), o time enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó-SC.

Vencer é fundamental porque a diferença para a zona de rebaixamento não existe, afinal, a Ponte Preta venceu o Atlético-PR por 2x1, na abertura da 35ª rodada, quarta-feira (15), e se igualou ao rubro-negro em número de pontos, com 39. A diferença do Vitória (16º) para a Ponte (17ª) é só no saldo de gols: -7 contra -11.

O Vitória até está sem perder há quatro rodadas, mas é preciso fazer mais. Isso porque, nesses jogos, foram três empates e apenas um triunfo. O lado bom é que o Leão tem um bom desempenho como visitante, com a quarta melhor campanha da competição. Dos 17 jogos que fez fora de casa, venceu sete, empatou cinco e perdeu cinco. O aproveitamento é de 51%, o dobro do rendimento que a equipe tem como mandante (25,5%). Prova de que é um visitante indigesto é que a pontuação do rubro-negro nesta Série A foi construída basicamente fora dos seus domínios. Dos 39 pontos que tem, 26 foram somados longe do torcedor (66,6%).

Além disso, o Vitória tem uma carta na manga para este jogo. O técnico Vagner Mancini conhece bem a Chapecoense. Ele foi um dos responsáveis por montar o atual elenco da Chape e trabalhou no clube catarinense durante sete meses, de dezembro do ano passado até julho deste ano. Mas isso não é garantia de jogo fácil. A Chapecoense não perde há seis rodadas e vem de triunfo por 2x0 contra o Santos, que fez os catarinenses chegarem aos 44 pontos e respirarem mais aliviados. O time catarinense é o 13º colocado.

Provável escalação
O Vitória não poderá contar com o zagueiro Kanu, suspenso. Mancini ainda não divulgou a escalação, mas Bruno e Ramon são as opções para jogar ao lado de Wallace. Além dele, o volante Fillipe Soutto também está suspenso e não joga.

As boas notícias são os retornos de Uillian Correia, Yago e Wallace, que serão titulares, além da recuperação do goleiro Fernando Miguel, que se machucou no empate de 1x1 contra o Grêmio, e do atacante Tréllez, que estava com dor. Os dois treinaram normalmente na quarta-feira (15) e vão para a partida.

Tréllez, inclusive, falou sobre o duelo. “Os quatro jogos que faltam são os mais importantes nas carreiras de cada um de nós. A gente não pode pensar que o Vitória vá ser rebaixado. Estamos trabalhando para tirar o time da zona”, afirmou o atacante. Depois da Chape, o Leão ainda enfrenta Cruzeiro (em casa), Ponte Preta (fora) e Flamengo (casa). A provável escalação do Vitória tem Fernando Miguel, Patric, Bruno (Ramon), Wallace e Geferson; José Welison, Uillian Correia, Yago, David e Neilton; Tréllez. (As informações do Correio)

PROCURADORIA PEDE BLOQUEIO DE R$ 24 MI DE LIULA E DO FILHO

A Procuradoria da República, na Brasília, requereu à Justiça Federal o bloqueio de R$ 23,9 milhões do ex-presidente Lula e de um de seus filhos, Luis Cláudio Lula na Operação Zelotes - processo contra o ex-presidente por suposto tráfico na compra dos caças Gripen. Os procuradores querem confiscar R$ 21,4 milhões do petista e mais R$ 2,5 milhões de Luis Cláudio.

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal, de Brasília, mandou intimar Lula e Luiz Cláudio para se manifestarem sobre o pedido de bloqueio promovido pelo Ministério Público Federal.

Lula, o filho e o casal de lobistas Mauro Marcondes e Cristina Mautoni foram denunciados pelo Ministério Público Federal em dezembro do ano passado. Todos são acusado por "negociações irregulares que levaram à compra de 36 caças do modelo Gripen pelo governo brasileiro e à prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos por meio da Medida Provisória 627". O Estado revelou em 2015 o esquema de tráfico de influência e compra de Medidas Provisórias atribuído ao ex-presidente na Zelotes.

Os procuradores pedem ainda confisco de valores do casal de lobistas. O juiz Vallisney Oliveira também mandou Mauro Marcondes e Cristina Mautoni se manifestarem sobre o pedido da Procuradoria.

A Procuradoria da República afirma, na acusação, que os crimes teriam sido praticados entre 2013 e 2015 quando Lula, já na condição de ex-presidente, "integrou um esquema que vendia a promessa de que ele poderia interferir junto ao governo para beneficiar as empresas MMC, grupo Caoa e SAAB, clientes da empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia LTDA (M&M"). Em troca, afirma a denúncia, Mauro e Cristina, donos da M&M, repassaram a Luis Cláudio pouco mais de R$ 2,5 milhões.

Defesa
A respeito do pedido de bloqueio de bens do MPF/DF, a defesa do ex-presidente esclarece que:

"Não tem qualquer base jurídica e materialidade o pedido de bloqueio de bens formulado pelo Ministério Público Federal contra o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu filho Luis Claudio Lula da Silva nos autos do Processo nº 0076573-40.2016.4.01.3400, em trâmite perante a 10ª. Vara Federal de Brasília.

O pedido foi apresentado em 27/09/2017, quando já tinham sido ouvidas as testemunhas selecionadas pela acusação (22/06) e parte das testemunhas selecionadas pela defesa (18/07, 1º/08, 10/08; 17/08 e 23/08). Como não poderia deixar de ser, nenhum dos depoimentos coletados ao longo das audiências confirmou as descabidas hipóteses acusatórias descritas na denúncia e por isso sequer foram referidos no requerimento.

Não há no pedido apresentado pelo MPF indicação de provas a respeito das afirmações ali contidas, que partem de certezas delirantes sobre a 'influência' de Lula na compra de caças pelo País e na ausência de veto em relação a um dos artigos de uma medida provisória (MP 627/2013).

As testemunhas ouvidas, como os ex-Presidentes Fernando Henrique Cardoso e Dilma Rousseff, os ex-Ministros da Defesa Nelson Jobim e Celso Amorim, o Brigadeiro Juniti Saito, dentre outras, esclareceram (i) que a compra dos caças suecos pelo Brasil em dezembro de 2013 seguiu orientação contida em parecer técnico das Forças Armadas e que (ii) o artigo 100 da Medida Provisória 627/2013 prorrogou incentivos fiscais instituídos durante o governo do ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, objetivando o desenvolvimento das regiões norte, nordeste e centro-oeste.

As provas existentes nos autos, portanto, mostram com absoluta segurança que o ex-Presidente Lula e Luis Claudio não tiveram qualquer participação da compra dos caças suecos, tampouco na sanção presidencial do artigo 100 da Medida Provisória 627/2013. Mostram, ainda, que Luis Claudio prestou os serviços de marketing esportivo contratados pela empresa Marcondes e Mautoni e tinha expertise na área, adquirida em trabalhos realizados em algumas das maiores equipes de futebol do País e, ainda, na organização e implementação de um campeonato nacional de futebol americano. Lula jamais recebeu valores da Marcondes e Mautoni ou de terceiros por ela representados.

Essa ação penal integra o rol de ações propostas contra Lula e seus familiares sem qualquer materialidade, com o objetivo de perseguição política. A Defesa apresentará manifestação no processo demonstrando que o pedido deverá ser indeferido pelo juiz. (As informações do Estadão)

ZAGUEIRO LUCAS FONSECA RENOVA COM O BAHIA ATÉ O FIM DE 2018

O Bahia renovou com mais um jogador do atual elenco. Na tarde desta quinta-feira (16), o clube anunciou que o zagueiro Lucas Fonseca teve o seu vínculo estendido até o fim da temporada de 2018. O defensor de 32 anos de idade, que se consolidou como titular da defesa do Tricolor, soma 152 partidas pelo Clube. No momento, ele se recupera de uma lesão na coxa e não enfrenta o Santos.

EM MEIO ÀS ARTICULAÇÕES DA REFORMA MINISTERIAL, TEMER RECEBE LUISLINDA

O presidente Michel Temer recebeu nesta quinta-feira (16) a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, que é uma das que deve deixar o cargo nas mudanças que o presidente pretende fazer na nova configuração da Esplanada. Luislinda é do PSDB e recentemente se envolveu em uma polêmica ao pedir para receber R$ 61,4 mil sob alegação de trabalho escravo. Segundo a assessoria do Planalto, o encontro de Temer com Luislinda, que foi incluído nesta quinta na agenda oficial, durou "menos de uma hora". A conversa entre os dois foi reservada e assessores palacianos afirmam que "até o momento" ainda não há definição sobre a saída da tucana. Mais cedo, o presidente participou da abertura da Semana Global do Empreendedorismo na sede do Sebrae Nacional em Brasília. (As informações do Estadão)

FIFA ANUNCIA POTES DA COPA 2018; VEJA POSSÍVEIS GRUPOS DO BRASIL

Com a classificação do Peru na madrugada desta quinta-feira (16) e a consequente definição das 32 seleções que estarão na Copa do Mundo de 2018, a Fifa anunciou a divisão dos países nos quatro potes do sorteio do Mundial da Rússia. Os grupos serão sorteados no dia 1º de dezembro, no Kremlin, em Moscou.

O ranking da Fifa do mês de outubro foi o critério adotado para dividir as seleções nos quatro potes, com oito em cada. A única exceção é a Rússia, que por ser anfitriã é colocada automaticamente no pote 1, destinado aos cabeças de chave. Também já está certo que os russos ficarão no grupo A. Os demais 31 países são arrumados em ordem decrescente do ranking.


Duas seleções da mesma confederação não podem ficar no mesmo grupo, exceto as europeias, que, como são 14 ao todo, o máximo é de duas por grupo. Com isso, o Brasil não ficará no mesmo grupo que Peru, Colômbia nem Uruguai, o que aumenta a chance de encontrar a Espanha pelo caminho.

Não há risco da Seleção cair em um “grupo da morte”, como aconteceu em 2014 com Itália, Inglaterra, Uruguai e Costa Rica no Mundial realizado no Brasil. Em uma simulação aleatória, uma chave difícil seria junto com Espanha, Suécia ou Dinamarca e Coreia do Sul ou Nigéria. Se a sorte estiver ao lado da seleção comandada por Tite, um grupo com Suíça, Tunísia e Panamá seria um caminho teoricamente muito fácil na primeira fase. Os dois primeiros colocados avançam para as oitavas de final. (As informações do Correio)

JORGE PICCIANI SE ENTREGA À POLÍCIA FEDERAL

O deputado Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), se entregou à Polícia Federal na tarde desta quinta-feira (16). Os mandados de prisão dele, de Paulo Melo e Edson Albertassi, todos filiados ao PMDB, foram expedidos pela Justiça também nesta quinta. O decreto de prisão partiu do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Ainda segundo o entendimento do TRF-2, cabe ao plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) analisar se os deputados permanecerão presos.

PF ABRE INVESTIGAÇÃO SOBRE VAZAMENTO DE DELAÇÃO DO MARQUETEIRO DE CABRAL

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, atendeu o pedido do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), e abriu um inquérito para apurar o vazamento do acordo de colaboração premiada do marqueteiro Renato Pereira - responsável por campanhas eleitorais do ex-governador Sérgio Cabral e de outros peemedebistas.

A solicitação foi feita pelo ministro na última terça-feira, 14, no mesmo despacho em que retirou o sigilo dos anexos entregues pelo marqueteiro à Procuradoria-geral da República.

"Considerando que grande parte do que se contém neste feito, embora tramite em segredo de justiça, foi objeto de vazamentos ilícitos, determino que se oficie ao diretor-geral da PF, Dr. Fernando Segóvia, a fim de que sejam apurados no prazo de 60 dias as condutas em apreço", pediu Lewandowski ao diretor da PF.

No mesmo dia da decisão de Lewandowski, a PGR informou que a decisão que trata da apuração de vazamento seria analisada "com a urgência que o caso exige". Sobre a decisão da retirada do sigilo da delação, Dodge pediu ainda na quarta-feira, 15, o restabelecimento do segredo de justiça, afirmando que o determinado por Lewandowski colocava em risco a segurança do delator e prejudicava "irremediavelmente" as investigações. No mesmo recurso, ela classificou como "criminoso" vazamento da delação.

Também na terça-feira, 14, o ministro devolveu à PGR o acordo de colaboração para que fossem revistas as cláusulas que tratam da fixação da pena pela PGR, da autorização concedida ao delator de fazer viagens internacionais, do valor da multa fixado em R$ 1,5 milhão pela PGR e da suspensão do prazo de prescrição.

Em seu acordo, Pereira apresentou informações sobre irregularidades nas campanhas eleitorais de Sérgio Cabral ao Governo do Rio de Janeiro, em 2010, de Eduardo Paes à Prefeitura do Rio de Janeiro, em 2012, de Luiz Fernando Pezão ao Governo do Rio de Janeiro, em 2014, do atual deputado Pedro Paulo à Prefeitura do Rio de Janeiro, em 2016, de Rodrigo Neves à Prefeitura de Niterói, em 2012 e 2016, e da senadora Marta Suplicy à Prefeitura de São Paulo, em 2016.

Além de campanhas eleitorais, a delação aborda supostas irregularidades relacionadas a licitações de obras estaduais e municipais no Rio de Janeiro e a pagamentos de vantagens a agentes públicos. O delator também narra fatos em relação ao Banco Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas.

Homologação
Pelo acordo, o marqueteiro cumpriria recolhimento domiciliar pelo prazo de um ano, com a possibilidade de realizar viagens nacionais e internacionais a trabalho "mediante prévia autorização do juízo competente". Renato Pereira também deveria prestar serviços à comunidade em entidade filantrópica pelo prazo de três anos e pagar multa de R$ 1,5 milhão a título de multa penal e reparação de danos.

"Inicialmente observo que não é lícito às partes contratantes fixar em substituição ao Poder Judiciário e de forma antecipada a pena privativa de liberdade e o perdão de crimes ao colaborador", afirmou Lewandowski em sua decisão.

"Validar tal aspecto do acordo corresponderia a permitir ao Ministério Público atuar como legislador. Em outras palavras, seria permitir que o órgão acusador pudesse estabelecer, antecipadamente, ao acusado sanções criminais não previstas em nosso ordenamento jurídico", ponderou o ministro. (As informações do Estadão)