sábado, 15 de julho de 2017

ALEXANDRE GALLO 'QUEBRA' A CABEÇA PARA MONTAR TIME QUE PEGA O PALMEIRAS

Mais um jogo, mais um time. O técnico Alexandre Gallo passou o dia matutando para decidir que armas vai usar para conseguir vencer o Palmeiras, domingo (16), às 11h, no Allianz Parque, em São Paulo. Isso, no entanto, não é uma missão inédita para o treinador. Com nove jogos à frente do Leão, ele não repetiu a escalação uma única vez.

Agora, no entanto, a situação está mais difícil para o técnico. Desta vez, além de seguir sem poder escalar o volante Willian Farias, já que o capitão do time distendeu o ligamento do joelho, e o artilheiro Kieza, que marcou 12 gols na temporada e se recupera de cirurgia no ombro, Gallo terá novas dores de cabeça. Só na zaga, são três desfalques, incluindo a dupla titular. Estão fora do jogo Ramon, que lesionou a coxa, além de Fred e Kanu, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Haja problema. Por outro lado, Wallace foi regularizado e vai jogar.

Para montar as 11 peças do quebra-cabeça, o técnico precisa pensar bastante. Vamos às opções. A primeira delas é manter Renê Santos fazendo a função de primeiro volante, já que o atleta é um dos único disponíveis que tem essa característica de marcador e, com isso, promover o retorno de Alan Costa ao lado de Wallace. Vale lembrar que o camisa 4 jogou apenas uma partida desde que Gallo assumiu o Leão, justamente o jogo de estreia do treinador. Depois disso, saiu do time e, em algumas partidas, nem no banco de reservas ficou.

Outra alternativa é colocar Fillipe Soutto de primeiro volante. Ele já supriu essa função no único jogo que o Vitória venceu no Barradão, contra o Botafogo, e agradou bastante ao técnico. Com isso, Renê poderia formar dupla de zaga com Wallace, o que deixaria o setor mais encorpado.

Uma terceira opção é que Uillian Correia faça a função deixada por Willian Farias. No entanto, essa alternativa é mais improvável, já que Gallo explicou a não utilização do atleta na rodada passada justamente por ele não ter características adequadas para atuar nesse setor do campo.

DISPONÍVEL
Apesar da opinião do treinador, Uillian Correia se coloca à disposição. “O mais importante, acima de qualquer coisa, é o Vitória. Todos aqui querem o bem do clube e eu penso desta forma. É muito importante, agora, manter a união e, principalmente, a confiança para iniciar uma reação na Série A. Vamos dar a vida em campo para tirar o time da zona de rebaixamento”, afirmou ele. O Palmeiras vem de duas derrotas seguidas, uma dela para o Corinthians.

O Vitória precisa mesmo reagir. O time é o 18º na tabela e marcou apenas 12 pontos, dos 39 disputados, o que confere ao time um aproveitamento muito baixo, de somente 30,7% . (As informações do Correio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário